Polícia Moral | A criminalização do cigarro e marginalização do fumante

08/05/19 - Por Dennis Guerra: A nova ministra da Saúde Pública e Idosos da Noruega, Sylvi Listhaug, causou polêmica ao defender que as pessoas devem poder "comer, fumar e beber o quanto quiserem". Em um mundo onde todos acreditam que a vida pessoal é espaço para a intromissão de qualquer um, isso se torna um escândalo.


Apesar da polêmica e discordâncias naturais de alguns, a verdade é que torna-se fácil entender a intenção da ministra quando afirma não querer se tornar uma polícia moral, pois isso significa você passar dos limites como representante do Estado e querer se intrometer na vida pessoal de um cidadão.

"Meu ponto de partida em relação a saúde pública é muito simples. Não pretendo ser uma polícia moral e dizer como as pessoas devem levar suas vidas, mas pretendo ajudar as pessoas a obter informações que servirão de base para suas escolhas".

Exato! Ajudar as pessoas a obter informações que servirão de base para suas escolhas é o que cabe ao Estado e a seus representantes. Fonte de pesquisa: UOL.


Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra