Abordagem Policial | Um pouco de Conhecimento Operacional

21/04/19 - Por Dennis Guerra: Como instrutor na área que trata o título deste post, um texto encaminhado a mim por Dorival Gonçalves chamou-me muito a atenção. Nele muitos detalhes dos procedimentos do quesito acima, que são abordados de forma ampla em instruções práticas, poderão ser ainda mais esmiuçados na leitura deste texto, de forma a reforçar ainda mais o aprendizado e relembrar certos pontos. 


Vale destacar que a autoria do texto não foi identificada, mas foi claramente escrito por um policial militar. Permito-me fazer algumas pequenas alterações, de modo a poder ambientar o texto à uma análise mais ampla por qualquer setor policial.

Acredite que o abordado possa te ferir

Sobre a Abordagem
  • Aborde sempre que notar alguém em atitude suspeita. Leve a sério esse momento;
  • Acredite que o abordado possa te ferir;
  • Não haja com displicência;
  • Certifique-se que o abordado cumpriu totalmente as suas ordens antes de iniciar a busca pessoal (se afastaram bem as pernas, se entrelaçaram os dedos);
  • Na busca pessoal procure primeiro por armas e ou algo que possa te ferir. Depois com os abordados de frente (se a situação permitir) para você, verifique bolsos, bolsas, etc.
  • Após identificá-los, trate o ladrão como ladrão, o maconheiro como maconheiro e o trabalhador como trabalhador;
  • Não discuta com familiares de abordado. Você pode perder o foco da abordagem;
  • Não se incomode com filmagem. Você é profissional de Polícia e trabalha certo;
  • Ao localizar uma munição, localize a arma. Ao localizar uma arma, localize outra;
  • Entreviste o abordado, questione tudo, evite que um,ouça as respostas do outro, fale baixo (o que faz ali, de onde está vindo, para onde vai, etc);
  • Não só pergunte se já foi preso. Pergunte também se já foi processado, se foi conduzido a delegacias por algum motivo;
  • Se a suspeita perdurar, repita as perguntas;
  • Suspeita de procurado, repita todas as perguntas. Compare as respostas, verifique o documento, assinatura, onde nasceu, sotaque, signo, nome de irmãos, etc;
  • Peça  para o indivíduo  dizer todos os seus crimes (geralmente omitem crimes mais graves);
  • Não aceite o bandido tentar te enganar dizendo "Tive um probleminha no passado", "Estou regenerado", "Tô indo na igreja", etc;
  • Não aceite maconheiro dizer "Só maconha" "Só usuário", etc;
  • Não tenha pressa;
  • Redobre a atenção ao fazer a pesquisa criminal (O abordado pode ouvir o retorno da pesquisa e tentar fugir);
  • Evite pesquisar somente o Registro Geral. Pesquise por nome, use o site BNMP (Banco Nacional de Mandado de Prisão);
  • Use o YouTube para descobrir localização de número de chassi ou motor;
  • Fotografe e amplie o número do chassi e do motor (da para ver sinais de massa, desalinhamento dos caracteres, marca de lixadeira). Para limpar o número do chassi ou motor use um pedaço de pano embebido em óleo de freio que, além de limpar, retira qualquer tinta que não seja original de fábrica;
  • Verifique o projeto radar do veículo. Compare os locais que o veículo transita;
  • Se o abordado for trabalhador, inicie um dialogo amigável. Fale da  profissão dele, seu time, etc. Ao liberá-lo deseje-lhe boa sorte. Se coloque à disposição dele (Numa abordagem, "Descobre -se um criminoso ou ganha -se um amigo".
Se o abordado for trabalhador, inicie um dialogo amigável.
Fale da  profissão dele, seu time, etc. Ao liberá-lo deseje-lhe boa sorte.
Macetes
  • O corpo fala. Um indivíduo abordado em cometimento de crime sempre olha para onde está escondido algo (objetos frutos do crime, drogas e armas em carros e motocicletas e em terrenos);
  • Se o abordado estiver inquieto, olhando para os lados, se mexendo muito (tipo dançando), pode ser sinal de eminência de fuga;
  • Você faz perguntas de respostas óbvias para o abordado. Ele reponde com outra pergunta, por exemplos: Qual seu nome? Ele  responde Hã?! ou Que dia você nasceu? e ele pergunta O dia que eu nasci?!, ele está tentando ganhar tempo para pensar. Típico comportamento de procurado da justiça;
  • O canal do YouTube Viberzone é um dos melhores em consulta de localização de chassi e número de motor;
  • No site BNMP - CNJ você encontra todos os procurados do Brasil;
  • Mesmo quando a pesquisa realizada por sua central de comunicação indicar que o indivíduo é egresso vale a pena consultar o site, pois pode ocorrer falta de atualizações no sistema;
  • O aplicativo Encontre Meu Dispositivo rastreia celular Android. Basta colocar o e-mail e senha do aparelho celular roubado.
Sobre a Organização em Ocorrência
  • Converse com o parceiro sobre como será passada a ocorrência para o delegado;
  • Separe os pertences de cada indivíduo conduzido: produto do crime, entorpecentes, carteira, dinheiro, aparelho celular, mochilas, bolsas, etc;
  • Anote tudo antes de apresentar a ocorrência;
  • Seja cordial com o delegado. Ao cumprimentá-lo fale sua graduação e o seu  nome;
  • Relate o ocorrido ao delegado (nunca diga que trouxe um flagrante);
  • Não discuta com o delegado sobre a natureza da ocorrência (faça o seu relatório interno do jeito que foi a ocorrência e descreva o que o delegado fez. Caso a mudança da natureza seja muito diferente da realidade, solicite um superior na delegacia;
  • Se o detido estiver machucado, mesmo que não seja em decorrência da ocorrência, leve-o ao Pronto Socorro primeiro e posteriormente apresente-o no DP com a papeleta médica;
  • No seu aparelho celular crie uma nota com detalhes da ocorrência para você lembrar no Fórum. Ocorrência só termina no Fórum.
Sobre o Relatório de Ocorrência

O Relatório de Ocorrência não é apenas um documento para a administração ler e arquivar. É um documento muito importante. Poderá ser lido por seu advogado, pelo promotor, pelo juiz, pela corregedoria. Ele é a sua primeira defesa;
Tem que ter começo, meio e fim (quando, como, porque, onde, o que foi feito, etc). Mesmo quando terminar o texto do histórico, você pode acrescentar observações enumeradas, descrevendo mais detalhes. Serve para seu depoimento no Fórum;
Faça o histórico em um rascunho, mostre ao seu (sua) parceiro (a) e só depois redija o documento oficial. Guarde o rascunho.

Sobre o Depoimento no Fórum 
  • Vá bem trajado;
  • Não amasse o ofício;
  • Peça licença ao entrar na sala;
  • Cumprimente todos presentes;
  • Não chame os réus de mala, ladrão, moleque, vagabundo (pode se usar, rapaz, moça, jovem, etc.)
Sobre o Apoio
  • Apoie sempre um parceiro em ocorrência, independente da natureza;
  • Durante apoio em abordagens, faça a segurança da equipe enquanto eles fazem as entrevistas e vistorias;
  • Se uma equipe está no DP ou preservando local de crime, vá lá e verifique o que estão  precisando;
  • Apoie o policial de folga;
  • Apoie o policial veterano. Trate-o bem;
  • Apoie as famílias de policiais como se fossem a sua.
Apoie o policial veterano. Trate-o bem.

Sobre ser um Relações Públicas
  • Sempre fale bem sobre a sua corporação. Tudo o que você fala reflete sobre você mesmo;
  • Dê atenção aos cidadãos que admiram o nosso serviço;
  • Dê atenção as crianças. Você conquista o carisma delas e dos seus pais;
  • Não vá ao comércio só para comer. Passe por lá e pare durante o patrulhamento. Diga ao proprietário e funcionários que você foi visitá-los. Trate-os pelo nome;
  • De vez em quando leve um refrigerante para tomar junto ao borracheiro, com o mecânico que cuida da sua viatura, etc;
  • Não deixe o cidadão sem resposta. Oriente-o;
  • Pare o trânsito para o (a) idoso (a), para o (a) cadeirante, para o (a) cego (a);
  • Auxilie,a pessoa com o veículo quebrado no trânsito.
Sobre o Local de Acidente
  • Dê atenção aos feridos. Abaixe-se no chão para conversar com a vitima, acalme-a, fale que você está ali para ajudar, que você já chamou o socorro. Pergunte nome, idade, se já foi preso, etc;
  • Chame o resgate do seu aparelho celular. Do outro lado da linha estará um profissional que vai te auxiliar e a rede ficará livre para outras ocorrências.
Preservação de Local de Crime
  • Isole o local e não mexa em mais nada e tampouco permita que mexam;
  • Se assumiu a preservação de outra equipe, certifique-se de todos os detalhes da ocorrência, pois você vai passar os dados ao perito;
  • Quem vai recolher documentos, armas, drogas e outros é o perito.
Isole o local e não mexa em mais nada e
tampouco permita que mexam.

Central de Comunicações
  • Trate bem o controlador, é um dos nossos;
  • Use o Código Q;
  • Não use gírias,
  • Não diga Viatura para um breve, brevíssimo, xizinho, Que resolveu a ocorrência com muito custo, etc;
  • Quem autoriza QSO é  o controlador;
  • Não peça 'Com uma certa' ou 'Prioridade' se não for por motivo realmente urgente.
Sobre outras dicas
  • Sempre desembarque da viatura para fornecer informações;
  • Não entreviste ninguém sem desembarcar;
  • Não entreviste ninguém sem revistá-lo;
  • Vá ao local de roubo e acalme as vítimas. Diga que as equipes já estão em patrulhamento com vistas aos criminosos. Verifique se levaram veículos ou celulares rastreados;
  • Use a tecnologia a seu favor;
  • Faça um álbum pessoal em seu aparelho celular de criminosos da região com nomes, endereço, tatuagens, etc;
  • Tenha lista de pronto socorro, delegacias, companhias e batalhões da PM, inspetorias/bases da guarda municipal, com endereços e telefones;
  • Tenha ferramentas que possa usar no serviço. Luvas, alicate, corda, lanterna, canivete, etc;
  • Faça bem feito sua função;
  • Administrativo, dê  total suporte aos patrulheiros;
  • Não glorifique (enalteça) os  bandidos da sua área dizendo que ele é perigoso. Ele é só mais um bandido. Você é o bom!
  • Ao abordar o bandido da área, fale para ele que,quem manda ali é você e que você vai mandá-lo para a cadeia assim que ele cometer um crime;
  • É interessante o patrulheiro ter em seu malote pequenos sacos plásticos para, em caso de vários detidos, utilizá-los para separar os pertences, produtos de crime e documentos;
  • Tenha anotada as principais leis (Poder de Polícia, entre outras);
  • Apresentação pessoal é o cartão de visita do policial;
  • Esteja  sempre bem fardado/uniformizado;
  • Policie-se para que ninguém precise te alertar sobre as suas obrigações. Cabelo cortado, bem barbeado, farda limpa, etc;
  • Sempre cumprimente os seus colegas. Apresente-se corretamente aos seus superiores.
Ao abordar o bandido da área, fale para ele que,quem manda ali é você
e que você vai mandá-lo para a cadeia assim que ele cometer um crime

Espero que estas dicas sejam úteis aos policiais. De nada adianta o conhecimento se ele não for compartilhado. Lembre-se: Todos os tópicos acima descritos são dicas operacionais. Haja sempre em conformidade com a lei. Força e Honra!


Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra