Policial civil pode ter impedido que os dois criminosos fizessem ainda mais vítimas em escola de Suzano

13/03/19 - Vídeo: policial civil pode ter matado os dois atiradores em Suzano. As primeiras informações davam conta de que, após cometer os disparos, os dois adolescentes se mataram. Na manhã desta quarta-feira (13), dois adolescentes entraram na escola Raul Brasil, na cidade de Suzano, São Paulo e fizeram vários disparos.

Sete crianças morreram e também um adulto. Porém, uma informação divulgada na Record, no início desta tarde, pode mudar toda história. É que, segundo a emissora, um policial civil teria matado os dois atiradores. Este policial estaria passando próximo à escola e ficou assustado quando viu os estudantes saindo correndo em desespero.


Quando perguntou aos alunos o que estava acontecendo e foi informado, entrou na escola e pode ser que tenha atirado nos dois jovens – ou então eles tiraram a própria vida quando foram surpreendidos.

No vídeo acima é possível conferir o áudio de quando os policiais foram informados sobre o tiroteio na escola Raul Brasil. Os agentes ficaram sabendo da presença de um policial civil no local e, por isso, deveriam tomar cuidado ao entrar na instituição de ensino.

Oficialmente não foi revelado se este policial realmente estava na escola e muito menos a identidade dele. Mas com o áudio divulgado pela RecordTV, fica claro que os policiais que atenderam esta ocorrência foram alertados de que havia um policial civil na escola e, por isso, precisaram tomar cuidado para não confundi-lo com os atiradores.

A perícia irá revelar se os dois rapazes foram mortos por disparo das próprias armas ou de uma outra, que poderia ser a do policial civil. O governador de São Paulo, João Doria, esteve na escola Raul Paul poucas horas após o massacre e disse que o estado dará todo apoio às vítimas. Fonte: 1News.
Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra