O Comandante é o espelho da tropa

Ao preservar o seu próprio efetivo, o governador Witzel merece o nosso total respeito.

21/03/19 - Sobre a atitude do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que convocou 27 policiais militares que estavam cedidos à Prefeitura do Rio após declaração polêmica do prefeito Crivella, ao afirmar que os policiais diz que PMs 'sobem o morro para pegar o arrego', todos nós sabemos que existe um certo fundamento na declaração do prefeito Crivella, mas também é certo que generalizar, ainda mais servindo-se daquela tropa é, no mínimo, um discurso incoerente e sem a mínima ética. 


A atitude do governador Witzel, ao preservar o seu próprio efetivo, é algo que merece o nosso total sinal de respeito. O problema existindo, que ele seja resolvido. Um comandante (de verdade) não - nunca - deixará a sua tropa exposta à execração pública.


Isso vale àqueles (as) que sentem-se superiores ao seu próprio efetivo, chegando ao ponto de tratar-lhes como burros (ofendendo, mesmo) e imputando-lhes a alcunha de incompetentes. Fica aqui aquela velha máxima militar:

"O Comandante é o espelho da tropa"

Sendo assim, você até poderia se referir a mim como um sujeito burro e incompetente, mas eu seria apenas um mero reflexo de vossa extrema capacidade em superar-se.


Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra