Zona Sul de São Paulo | "Ficamos ainda mais aliviadas com este lado tão humanitário da Guarda Civil", afirma vítima de violência doméstica

06/05/18 Você Repórter - Kleber Camargo: Durante apoio às mulheres que sofrem violência domestica, para acompanhar uma mulher (que teve o filho abusado sexualmente pelo pai) durante a retirada de pertences pessoais, a equipe da Guarda Civil composta pelos GCMs Classes Especiais Kleber e Rolim - Campo Limpo -  buscou acalmar a vítima e a perguntou se poderia haver algo ilícito na residência.


Ela afirmou que havia encontrado no guarda roupas o que parecia ser uma arma. Diante do relato, acompanhamos a solicitante até sua residência onde a mesma franqueou nossa entrada, indicando onde estaria o armamento.


Apos verificar o local, foi localizado um revolver calibre .38, municiado, com numeração suprimida e mais 39 munições, totalizando 45 unidades.

Apos a solicitante recolher seus pertences pessoais, nos deslocamos ao serviço onde ocorreu o primeiro atendimento no qual foi dado ciência da gravidade e informado que, junto com a solicitante, a equipe iria apresentar o armamento na delegacia, onde foi feito B.O de apreensão das munições e da arma.

Durante a confecção do B.O. o marido da solicitante a tentou contactar diversas pelo aparelho celular, questionado sobre os objetos agora em poder da Policia Civil.


Ao termino, a vítima, juntamente com sua mãe e seu pequeno filho, agradeceu o apoio, orientação e conselhos dados pela equipe. Elas ainda relataram que se sentiram mais seguras com a eficiência da GCM, pois, segundo a família, "Ficamos ainda mais aliviadas com este lado tão humanitário da Guarda Civil, muito diferente do tratamento que nos foi dado por outra corporação". Image/ criança: ilustrativa. Fonte/foto do armamento e munições: Equipe no local.





Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra