25 fevereiro 2018

União Nacional Azul Marinho | Síntese das reuniões em Brasília

25/02/18 - Por GCM Maciel, de Salvador-BA / Coordenador Nacional da UNA. A União Nacional Azul Marinho - UNA vem a público apresentar uma síntese do ocorrido em Brasília, entre os dias 19/02 e 21/02, e os efeitos de sua agenda na capital do País. Veja também: Vereador Amauri - Integrante da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo

Em primeiro lugar agradecemos mais uma vez a todos (as) GCMs e simpatizantes que ajudaram os nossos irmãos de farda azul, financeiramente ou não, direta ou indiretamente, a estarem em Brasília defendendo a categoria em diversos pleitos e passando em tempo real a situação política na capital do País, especialmente os temas votados para as Guardas Municipais. Assim, como agradecer a todos os nossos parceiros e amigo.
Fizemos reuniões com diversos Deputados Federais, através de uma força tarefa de Guardas Municipais de todo Brasil, a maioria do Sudeste e Nordeste, alguns desses deputados indicados por nossos colegas que não puderam está em Brasília nessas datas. As reuniões foram tanto com a base do Governo quanto da oposição, pedindo apoio ao nosso DESTAQUE, inserido na PEC.287/2016 (PREVIDÊNCIA) que ainda tinha grande chance de ser votada, mesmo assim tentaram na calada da noite, porém não lograram êxito. 

Atrelado a essa demanda, de gabinete em gabinete, segue algumas fotos, também estávamos pedindo para os Deputados aderirem como membros Titulares ou Suplementes da Comissão Especial da PEC.275/2016(Dep.Fed. Cabo Sabino-PR/CE), a PEC DA GUARDA OU PEC. 4 EM 1. Conseguimos reduzir bastante a lista que faltava de adesão, faltando poucos Deputados para proporcionar celeridade à referida PEC. Segue síntese da mesma:
  • Elevar as GCMs do §8º(parágrafo) para forma de Inciso, VI- Guardas Municipais;
  • Conquistar o direito a Aposentadoria Especial no Art.40 na C.F/1988;
  • Garantir o acesso das Guardas Municipais (P.J) ao Fundo Nacional de Segurança Pública, do qual fomos excluídos;
  • Desburocratizar a questão do armamento para os Guardas Municipais, por processo de equiparação de incisos com os outros agentes de Segurança Pública.

E para fechar com chave de ouro enterrar de vez a ADIN.5156 e todos a celeuma sobre as Guardas Municipais serem agentes de Segurança Publica. Agora só depende de nós Guardas Municipais de todo o Brasil avançar.

Apesar da Reforma da Previdência ter saído da pauta no Congresso Nacional, resultado da pressão de alguns seguimentos da sociedade, especialmente nos bastidores e nas redes sócias, inclui-se aqui a nossa classe, o foco agora é outro no Congresso, ou seja, SEGURANÇA PÚBLICA. Ainda mais devido à Intervenção Federal no Rio de Janeiro, e querem estender para outros estados, segundo alguns Deputados. Lamentável dizer, mais a Guarda Municipal tem pouca importância nesse processo intervenção federal, isso ficou claro nos bastidores políticos, motivo central, muitos Deputados e Ministros não nos reconhecem como membros da Segurança Pública. Mesmo com as estatísticas alarmantes de Guardas Municipais mortos e atuação exemplar de muitos Guardas Municipais. Por isso, a urgências em tramitar a PEC.275/2016 e também a PEC.534/2002.

Outros motivos que levam a isso, podemos citar: excesso de desunião, vaidade, individualismo, interesse políticos e outros de algumas lideranças e representantes formais e informais das Guardas Municipais e dos Guardas Municipais, sacrificando assim a nossa classe. O UNA não comunga com essa prática. POR ISSO DEVEMOS UNIR SEMPRE.

É importante destacar também que a Federação dos Sindicatos de Guardas Municipais do Brasil – FENAGUARDAS, juntos com a Conferência Nacional dos Guardas Municipais – CONGM fizeram algumas reuniões tratando de algumas PL: 300/2015, 8031/2017, 6975/2017 e INFOSEG, conforme seus presidentes citam em redes sociais, porém a UNA, ANGM e SindServ-RO(RJ) não fizeram partes desses encontros.

O SindServ-RO(RJ) entrou com um pedindo de reconhecimento da importância das Guardas Municipais de todo o estado do Rio de Janeiro na Intervenção Federal que ocorre no mesmo. Protocolamos em parcerias como o mesmo ofícios nos MINISTÉRIOS DA JUSTIÇA e MINISTÉRIO DA DEFESA, apesar das críticas feitas por algumas entidades de Guardas Municipais, em dizer que o mesmo não tem legitimidade para tal situação, não importa o importante é nos fazermos presente e mostrarmos paras autoridades que existimos. 

O nosso sincero agradecimento por esse reconhecimento e apoio logístico dado pelo irmão GCM Portela, Coordenador Geral do SindServ-RO(RJ), de Rio das Ostras, RJ. Só lembrando que cada um tem sua importância e valor nessa luta em defesa da categoria.

É bom lembrar que tivemos vitórias importantes, como a adesão de vários Deputados no apoio a PEC.275/2016, assim, como nos reunimos com o assessor do Dep.Fed.Cabo Sabino, o Sr. Marcos, o qual passou as demandas das PEC.275/2016 e a real situação como se encontra a mesma e sua urgência em tramitar na casa legislativa federal. O mesmo citou que esta pode avançar mesmo com o DECRETO DE INTERVEÇÃO FEDERAL em virgor, visto que o decreto não interfere nesse processo de adesão e mobilização de apoio dos Deputados. O mesmo citou quais estratégias usarmos para conseguirmos mais adesão de alguns Deputados que desconhecem a PEC.275/2016, pois são muitas PECs que transmitam na casa. Por isso é importante esse corpo a corpo.

E assim saímos em campo, distribuindo os GCMs presentes em Brasília, em duplas, trio, quarteto, e passamos antes, todas as diretrizes de abordagens aos Deputados e seus Assessores nos diversos gabinetes, feito pelos Guardas Municipais que atenderam ao chamado do Movimento UNA, especialmente os que vieram das caravanas de Campinas (SP), com Guardas de diversas cidades de São Paulo, Bahia, Goiás, e Rio das Ostras (RJ). Fazendo principalmente abordagens aos Deputados indicados por alguns colegas GCMs, os quais alguns aceitariam faz parte da lista da Comissão Especial, e conseguimos o retorno positivo de muitos deles. Nosso muito obrigado, a nossa eficácia, nossa qualidade e associado a garra dos senhores superamos todas as expectativas. Os frutos já estão chegando.

Tivemos também um encontro informal às 17:30, organizado pelo presidente da ANGM, GCM Everson Camargo, de Curitiba, PR, no último dia de mobilização(20/02), no SESC, do Anexo IV, com o objetivo de unificar os movimentos em defesa das Guarda e dos Guardas Municipais, estiveram presentes as seguintes lideranças: GCM Camargo (ANGM), GCM Clóvis (FENAGUARDA), GCM Passos (CONGM), GCM Maciel (UNA), GCM Portela (SindServ-RO(RJ). Tratamos de diversos assuntos, todos importantes lógico. Alguns polêmicos, mas produtivos, além do respeito mútuos de todos os envolvidos, que o objetivo central é UNIÃO DE TODOS. Porém, não foi dessa vez a união, esperamos se possível novos encontros.*

O melhor é que o UNA e as outras entidades e lideranças de cunho independente continuarão a fazer mobilização e encontros, no entanto, sempre convidando os mesmos a se fazerem presentes e parte de todo o processo, podendo esses aderirem, ou não, pois acreditamos que somente através da UNIÃO conseguiremos avançar. 

Para finalizar o UNA convocou reunião com todos os seus coordenadores e simpatizantes para as tomadas de decisões, diretrizes e ações pós, ato do dia 19 de fevereiro, aguardem a divulgação dessas medidas. Porém, podemos adiantar que uma das principais demanda da pauta é a estratégia de divulgação e adesão da PEC.275/2016 com toda a força a partir do dia 26 de fevereiro e contamos com o apoio de todos os Guardas Municipais do Brasil para ocupar o nosso verdadeiro lugar ao sol, especialmente com o apoio do Dep.Fed. Cabo Sabino (PR/CE) autor da referida PEC.275/2016, nosso muito obrigado por esse reconhecimento.

No mais, nosso muito obrigado a todos e todas que acreditaram, acredita e continuam acreditando no Movimento UNA-União Nacional Azul Marinho que só vem crescendo e fazendo novas parcerias. Estamos em constante transformação e adaptação, e aprendendo cada vez mais com o nosso sistema em volta. Nosso fraternal abraço a todos (as)

UNIDOS E ORGANIZADOS SOMOS FORTES

GCM Maciel, de Salvador, BA / Coordenador Nacional do UNA / União Nacional Azul Marinho / (071)985553538 Whatsapp / Facebook: União da Nação Azul Marinho.

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.