13 fevereiro 2018

Prefeito Regional Paulo Mathias - Por que a segurança na Praça Pôr do Sol não pode ser realizada por quem já é pago para isso?

13/02/18 - No último dia 07, em sua página oficial no Facebook, o Prefeito Regional Paulo Mathias inaugurou o novo posto de vigilância na Praça Pôr do Sol, em Pinheiros, afirmando que isso só foi possível após corte de gastos (mordomias, como citado por ele mesmo) por parte da administração pública e apoio da comunidade. Veja também: Guardas civis metropolitanos não dão sossego a criminosos nas ruas de São Paulo

Com o texto "O que deve ser prioridade? Utilizar recurso público para garantir um carro oficial para o prefeito regional ou para ter vigilância 24h em uma praça com alto índice de criminalidade?". Apesar da ação ter vários pontos positivos, resta uma pergunta: Por que a segurança na Praça Pôr do Sol não pode ser realizada por quem já é pago para isso? Como questionou uma seguidora do próprio prefeito regional, citando para isso a Guarda Civil Metropolitana. Veja ainda: Após abordagem da Guarda Civil, homem é preso por Receptação



Reduzir os gastos da administração pública por um lado e contratar serviços privados de vigilância por outro, tendo a maior guarda civil armada do país - atuando ainda com maior respaldo pela Lei 13.022/14 e no momento que o próprio prefeito João Doria defende a mudança da nomenclatura de Guarda Civil para Polícia Municipal - não parece muito com uma administração pautada pela coerência.

Considerando ainda mais que o investimento em serviços privados de vigilância (números não levantados pelo OCDGN), além de dependerem ainda mais da burocratização de ações imediatas, ou seja, para casos de ocorrências de crimes, os vigilantes deverão entrar em contato com as autoridades competentes, o dinheiro gasto com este tipo de serviço poderia ser utilizado em novos concursos para ampliar o efetivo da Guarda Civil Metropolitana que, a longo prazo, se mostrariam ainda mais vantajosos.

Outra possibilidade seria investir em seus próprios agentes, por meio de melhores condições de trabalho ou ainda incorporando-o aos seus salários como gratificação por atuação no local, por exemplo.

E para que não haja dúvida sobre as afirmações do prefeito, o vídeo abaixo - com a Formatura da última turma de GCMs - gravado no último 25/01, nos traz uma prévia análise do prefeito João Doria sobre a GCM.



Feito contato pelo Facebook e Whatsapp do Prefeito Regional, ele solicitou que as perguntas fossem encaminhadas ao seu e-mail. Nós do OCDGN nos recusamos, pois entendemos que (considerando a atenção que o senhor Paulo Mathias dispensa às redes sociais), não haveria problema algum no encaminhamento via Whatsapp. Veja a transcrição da conversa abaixo:

[12:39, 13/2/2018] +55 11 97641-8638: Bom dia senhor Prefeito Regional. Encaminho ao senhor a matéria redigida por nós e se possível, a sua resposta sobre isso. Veja que aqui não pretendemos macular o seu trabalho, que é merecedor de elogios. Apenas estamos buscando defender aquilo que entendemos como mais conveniente para um trabalho transparente.

[17:28, 13/2/2018] Paulo Mathias Prefeito Regional: Peço que me encaminhe formalmente as perguntas por e-mail paulo             @prefeitura             br


[17:40, 13/2/2018] +55 11 97641-8638: Obrigado. Mas não será necessário.








0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.