22 janeiro 2018

Tecnologia - Fazendo cortesia com o chapéu dos outros

22/01/18 - Após a publicação da matéria Guarda Civil Metropolitana inicia serviço de salvamento aquático com drones, equipados para resgate, algumas pessoas ficaram extremamente indignadas pois, na opinião geral, os créditos pela ideia inicial, investimento nos primeiros protótipos e desenvolvimento da tecnologia não tiveram o destaque merecido. Veja também: Rádio Amador | Frequência da GCM é copiada e indivíduo é identificado

Basicamente, a ideia inicial do projeto e os primeiros protótipos teriam sido desenvolvidos pelos próprios guardas civis metropolitanos. Um destes desenvolvedores chegou a nos informar que a apresentação do projeto ocorreria nos próximos dias, mas que não poderia entrar em maiores detalhes.

Ficamos assim no aguardo. Ocorreu que, tão logo o projeto foi apresentado a imprensa, um vídeo do Corpo de Bombeiros viralizou, ocultando ainda mais os devidos créditos. No geral, parece apenas que os GCMs são meros operadores - e não como integrantes de uma equipe de desenvolvimento de tecnologia. Principalmente quando consideramos que nenhum deles cursou um M.I.T.  




Todavia, para O Cão de Guarda Notícias, não basta a indignação para a construção de um texto que, de certa forma, busque minimizar o impacto na sociedade do vídeo acima mencionado - e que logicamente não ocorreria devido à força motriz que move os integrantes de outras corporações em nome daquela à qual faça parte.

Como afirmou um de nossos colaboradores, não basta trabalhar em algo e esperar que o reconhecimento caia do céu. Tem de se fazer, pelos meios apropriados, que ele seja obrigatório - incluindo, se for o caso, publicação de elogio em Diário Oficial.

A nós - meros espectadores da história - cabe continuar a observar com admiração a forma ágil como outros espreitam e tão logo abocanham uma fatia considerável da opinião pública. Mesmo que para isso se faça cortesia com o chapéu dos outros!






0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.