03 janeiro 2018

Filme O Demolidor, de 1993, previu e vemos acontecer hoje em dia

03/01/18 - O Demolidor é um clássico estrelado por Sylvester Stallone e uma gama de atores consagrados por Hollywood e pela crítica em geral. Apesar de parte da crítica considerar o filme apenas um pastelão, ele arrebanhou um público imenso, tendo ficado em 1º lugar na sua estreia, nos Estados Unidos, arrecadando U$159,055,768 em sua bilheteria mundial. Veja também: Enquanto isso...

Como de praxe, um filme de Stallone que levou muita gente aos cinemas. Em O Demolidor (Demolition Man), o policial John Spartan (obviamente o Stallone) é criogenizado na década de 90 por um erro ao tentar salvar reféns do bandido Simon Phoenix (Wesley Snipes).
No ano de 2032, o bandido interpretado por Wesley Snipes foge da prisão e a solução encontrada pela polícia local é descongelar um “homem das cavernas” acostumado com bandidos da década de 90, o personagem de Stallone, policial John Spartan.
Como estamos mais próximos de 2032 do que do ano 2000, que é posterior ao filme, vamos a alguns fatos que já estão acontecendo diante dos nossos olhos. 
10 . Penas para quem fala palavrão
No futuro utópico de San Angeles, falar palavrão gera uma multa para o habitante. Durante o filme, John Spartan fala alguns palavrões e ouve máquinas espalhadas pela cidade expedindo uma multa enquanto emite um aviso: “John Spartan, você foi multado em cinco créditos por violação do estatuto verbal”.

Segundo a revista Super Interessante, a pequena Middleborough aprovou uma proposta de lei que penaliza em U$20,00 quem falar palavrões em público.
Ademais, algumas redes sociais têm sofrido acusações de censurarem seus usuários que usam algumas palavras específicas.
O ponto alto do filme quando se fala em restrições é o discurso de Edgar Friendly no submundo dos excluídos da sociedade.
09 . A proibição do sal
Em um dado momento, o policial John Spartan sai para jantar com a alta sociedade de San Angeles. Ao receber a comida, ele pede o saleiro a um dos integrantes da mesa. Todos se escandalizam. O saleiro e várias outras comidas tinham sido simplesmente proibidas “para o bem da população”. Segundo o G1, o saleiro está proibido em uma das maiores cidades do Brasil, Belo Horizonte.

08 . Controle de voz
Do carro aos computadores do DP, tudo é facilmente manipulável através de controle de voz. Hoje nós sabemos que ao perguntar algo a nossos celulares, eles respondem, além de luzes e aparelhos que ligam com palmas ou palavras simples.

07 . O Demolidor mostrou o interesse das mulheres em um homem viril
Lenina Huxley é uma personagem interpretada por Sandra Bullock e possui um forte interesse em John Spartan. Ela não sabe explicar e fica sempre muito animada quando fala do homem bruto e antigo, uma raridade. Ao final do filme, os dois fatalmente ficam juntos principalmente pela curiosidade dela em algo que não conhecia.

06 . Arnold Schwarzenegger como político
Por ser austríaco, Arnold não poderia ser presidente por conta das leis americanas, mas ele fez o que pode e sagrou-se governador de um dos maiores estados dos Estados Unidos, a Califórnia. Em 2003 ele foi eleito pelo partido Republicano, o mesmo de Donald Trump, com 4.206.284 votos. No ano de 2006, ele aumentou sua popularidade e foi reeleito com 4.850.157 votos. Apesar de ser do mesmo partido de Trump, Schwarzenegger não gosta do atual presidente dos Estados Unidos e faz duras críticas a ele.

05 . Palavras machucam
Em O Demolidor, os computadores espalhados pela cidade despejam palavras de carinho aos habitantes. Se você está na internet, provavelmente já percebeu que é muito fácil ofender alguém aqui, não precisa de muito. O Demolidor previu isso com maestria, inclusive a visível depressão das pessoas que buscam as palavras elogiosas das máquinas. Em uma das cenas mais importantes do filme, um homem é agredido pelo bandido do filme e pede desculpas por… ter sido agredido.

04 . A polícia está cada vez mais de mãos atadas
O personagem do jovem Rob Schneider afirma em um dado momento “Somos policiais! Não somos treinados para este tipo de violência!“. Com o advento das câmeras e a participação cada vez mais ativa dos Direitos Humanos quando o assunto é defender bandidos, a polícia tem ficado cada vez mais “humanizada” com quem é desumano. É bem comum que a polícia britânica proporcione cenas patéticas contra um ou dois bandidos. Para saber mais clique AQUI. Fonte: O Macho Alfa

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.