03 dezembro 2017

Perseguição alucinante no Distrito Federal mostra um retrato da saúde de nossos policiais

03/12/17 - Na última madrugada um caso inusitado coloca (mais uma vez) a questão da saúde - ou falta dela - dos nossos agentes de Segurança Pública em debate. Veja também: Um policial militar é morto a cada 5 dias em São Paulo; são 1.147 desde 2001

Segundo as primeiras informações, um bombeiro militar sofreu um surto psicótico e assumiu um veículo da corporação, alegando que só iria parar no Congresso - Eis aí uma possível resposta para a pergunta que todos nós estamos nos fazendo: de quem realmente é a responsabilidade? Vídeos encaminhados por Daniel AlmeidaVeja ainda: Qual seria o procedimento adequado da Mídia Alcoviteira?!


O estresse ao qual são submetidos os agentes de Segurança Pública no país é um dos maiores motivos de baixas nas corporações policiais. Sejam policiais militares, civis, guardas municipais, agentes penitenciários, dentre outros, o clima não está nada fácil. 



Desde uma sociedade que parece proteger mais os seus algozes do que aqueles que estão ali para lhe defenderem, até mesmo os próprios integrantes - normalmente acima na cadeia hierárquica - que parecem não medir esforços para abalar a saúde psíquica de seus subordinados.

Seja por perseguição, assédio moral e sexual ou o que mais você desejar colocar na conta - afinal, ninguém vai pagar por ela mesmo! Ah, alguém vai pagar sim: o policial doente!

Não lhe parece irônico aqueles que devem preservar todas as garantias defendidas na Constituição Federal e pelos discursos de Direitos Humanos serem tão constantemente aviltados em sua profissão?

"Boa tarde camaradas,cada vez mais os agentes de segurança pública que atendem as chamadas de socorro ou desastres estão sendo expostos a situação de extremo estresse, devido ao caos que se encontra nos grandes centros como desemprego, miséria,falta de esperança de dias melhores,consumo cada vez maior de drogas pela população,tudo isso atinge direto ou indiretamente o agente público que está na linha de frente, pois ele vê e vivência isto todos os dias , inclusive de folga, pois o agente público não tira folga , está sempre em QAP, pronto para atender um chamado de socorro de qualquer cidadão,e cada vez mais sendo exigido pela população e cada vez mais sendo esquecido pelas autoridades públicas e gestores,sem equipamentos,sem salário,sem reconhecimento,sem espectativa de melhoria, promoções atrasadas,falta de assistência pisicologos, psiquiatria e tantas outras situações" Fonte: Whatsapp.

Então, quando chegamos a tal ponto mostrado no vídeo, muitos se erguem para apontar o dedo indicador para baixo (para o lado) e fazer as mais diversas afirmações sem, contudo, não se pautar pela empatia e tentar entender o que levou um ser humano a praticar determinado ato.



Pois bem, hoje foram eles. Amanhã ninguém poderá
garantir que o próximo não seja um de nós.



0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.