A morte da Imperatriz Leopoldina - A primeira mulher a comandar o Brasil

11/12/17 - Há 191 anos morria no Palácio de São Cristóvão, na Quinta da Boa Vista, bairro de São Cristóvão, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, em 11 de dezembro de 1826, Sua Majestade Imperial e Fidelíssima a Imperatriz Maria Leopoldina do Brasil. Seu filho que carregava no ventre morreu juntamente com ela. Veja também: Há 192 anos nascia Dom Pedro II - O Estadista que mais tempo governou o Brasil

Seu corpo, revestido do Manto Imperial, foi colocado em três urnas: a primeira de pinho português, a segunda de chumbo (com a inscrição latina própria, sobre a qual havia uma caveira com duas tíbias cruzadas e, sobre esta o Brasão Imperial em prata) e a terceira de cedro. Veja ainda: Proclamação da República - 128 anos após o golpe que derrubou a Monarquia

Foi sepultada no Convento da Ajuda, na atual Cinelândia. Quando o convento foi demolido, em 1911, os restos foram transladados para o Convento de Santo Antônio, também no Rio de Janeiro, onde foi construído um mausoléu para ela e alguns membros da Família Imperial. E ainda: Câmara homenageia Dom Pedro 2º, último imperador do Brasil


Em 1954, foram transferidos definitivamente para um sarcófago de granito verde ornado de ouro, na Capela Imperial, sob o Monumento do Ipiranga, na cidade de São Paulo. Fonte: Instituto Monárquico Brasileiro - Facebook.


Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra