Enquanto vereadores de São Paulo recebem aumento e retroativos, GCMs permanecem com um dos mais baixos salários iniciais do estado

25/11/17 - Enquanto acontecia o Seminário Polícia Municipal - Novos Avanços e Desafios, espalhava-se pelas mídias a notícia de reajuste para os vereadores do município de São Paulo, que estava travado desde janeiro devido a duas ações contrárias. Os vereadores ganhavam em média um salário bruto de R$ 15 mil, e passarão a receber R$ 18.991,68, além do retroativo. Veja também: Em seminário, vereador apresenta Projeto de Lei que visa autorizar a Guarda Civil Metropolitana adotar nomenclatura de Polícia Municipal - SP

Naquele mesmo momento, o governador do Estado de São Paulo anunciava o repasse de verbas para as cidades investirem em segurança pública por meio de suas guardas municipais.

Ponto negativo

Nada de concreto, todavia, foi apresentado pelos vereadores da cidade durante o seminário no que se refere a valorização real dos agentes da maior guarda municipal do país. Hoje o salário inicial de um guarda civil metropolitano é um dos mais baixos do estado, se comparado com outras cidades - como Jundiaí e Paulínea.


Ponto positivo

Outro resultado positivo do seminário foi uma proposta de adequação do calibre utilizado pela Guarda Civil Metropolitana elaborada pela vereadora Edir Sales, que será encaminhada ao presidente da República e outras autoridades competentes. Fonte/imagem: Whatsapp.




Compartilhe:

2 comentários:

  1. Enquanto nosso sindicato for dirigido por pelegos ligados à CUT não será o GCM representado corretamente e continuaremos a ser preferidos. Acham que o investimento necessário é em arma,colete e viatura .Vislumbram o lado do patrão e deixam o lado do guarda no que diz respeito a efetivo e salário condizente!

    ResponderExcluir

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra