Caso Willian Waack - A hipocrisia da Rede Globo

12/11/17 - Por Paulo Eduardo Martins: “Isso é coisa de veado” - O ano: 1998. Pedro Bial apresentava o Fantástico com Glória Maria. Ela chamou uma reportagem sobre bailarinos. Assim que a matéria começou, pelo microfone dele, que estava aberto, veio o deboche: “é coisa de veado”. Veja também: Guarda Municipal de Niterói - Vereador destrói discurso hipócrita do Psol

Dentro da emissora, o incidente foi atribuído a uma falha técnica. 18 anos depois, William Waack foi afastado do telejornal que apresentava por causa de um vídeo, espalhado pelas redes sociais, onde diria: “isso é coisa de preto”. Veja ainda: Emissoras disputam Willian Waack


Apesar do preconceito estar presente nas duas frases, a de Waack não foi ao ar, ao contrário a de Bial. O que tem de mais diferente em episódios tão parecidos. Waack 'persegue' comunistas, revirou os arquivos de Moscou e relevou a verdadeira face de muitos ícones da esquerda. Já Bial chorou com a queda do muro de Berlin (Autor desconhecido).




Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra