12 novembro 2017

Caso Willian Waack - A hipocrisia da Rede Globo

12/11/17 - Por Paulo Eduardo Martins: “Isso é coisa de veado” - O ano: 1998. Pedro Bial apresentava o Fantástico com Glória Maria. Ela chamou uma reportagem sobre bailarinos. Assim que a matéria começou, pelo microfone dele, que estava aberto, veio o deboche: “é coisa de veado”. Veja também: Guarda Municipal de Niterói - Vereador destrói discurso hipócrita do Psol

Dentro da emissora, o incidente foi atribuído a uma falha técnica. 18 anos depois, William Waack foi afastado do telejornal que apresentava por causa de um vídeo, espalhado pelas redes sociais, onde diria: “isso é coisa de preto”. Veja ainda: Emissoras disputam Willian Waack


Apesar do preconceito estar presente nas duas frases, a de Waack não foi ao ar, ao contrário a de Bial. O que tem de mais diferente em episódios tão parecidos. Waack 'persegue' comunistas, revirou os arquivos de Moscou e relevou a verdadeira face de muitos ícones da esquerda. Já Bial chorou com a queda do muro de Berlin (Autor desconhecido).




0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.