12 abril 2017

Condutores mal preparados são beneficiados em São Paulo

Condutores mal preparados (ou simplesmente mal educados) que não fazem questão de entender que o seu direito termina quando o do outro começa são beneficiados em São Paulo.

12/04/17 -Com a afirmação "... agora a Guarda Civil não fica mais multando a população. A Guarda Civil agora protege a população...", o prefeito João Doria destacou a nova forma de atuação da corporação municipal em sua gestão. 


Como todos sabem, a alguns dias a GCM teve suspensa 'temporariamente' a sua função de fiscalização de trânsito (efetuar autuações) após inúmeras polêmicas - dentre elas, um vídeo do vereador Camilo Cristófaro (que sempre se posicionou contrário à presença da GCM além daquilo que é de seu conhecimento) que afirmava ter conseguido junto ao prefeito acabar com essa função da GCM ou, ao menos, mudar a forma de atuação. Veja ainda: Prefeito teria cedido à Pressão Popular ao afirmar que a GCM não mais autuará no trânsito da cidade?

E qual seria esta mudança na forma de atuação no trânsito? Limitada à área escolar.

Mas...

... o que foi percebido como reflexo desta medida - e que nunca havia sido afirmada em campanha, que naquele momento se limitava às autuações por meio da chamada pistola (radar) - é que, além do prefeito ter cedido à pressão popular, o seu próprio discurso se tornou claramente populista. Afirmação redundante? Acredito que não.

Além disso, o impacto no dia-a-dia dos guardas civis - que já haviam se habituado a proteger a população pela força da caneta (Poder de Polícia Administrativo) agora devem se esquivar dos questionamentos dos cidadãos de bem, incomodados com a falta de respeito e limites de condutores mal preparados (ou simplesmente mal educados) que não fazem questão de entender que o seu direito termina quando o do outro começa.

"... A polícia administrativa objetiva a manutenção da ordem pública geral, impedindo preventivamente possíveis infrações das leis. Tanto pode agir preventivamente, como repressivamente. Em ambas as hipóteses, a sua função é impedir que o comportamento do indivíduo cause prejuízos para a coletividade...". Fonte: Âmbito Jurídico.

Discordo do discurso acima descrito e relembrado no vídeo abaixo. A Guarda Civil - assim como Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e outros - protegem sim a população quando o resultado de sua atuação legítima resulta, no mínimo, na preocupação por parte do mal condutor em ser novamente notificado.

E antes que se cite uma suposta indústria da multa, algo sabido por todos é que nenhuma indústria produz sem insumos - entendido aqui como a infração praticada. Então, antes de se apegar à esta alegação, não permita que os insumos sejam tão constantes!


Por enquanto, vamos ficar a observar infrações de trânsito das mais diversas, de mãos cruzadas. Até aí, quem sofre é a própria população indefesa - aquela mesma que vem hoje lhe pedir que faça algo, e você não poderá ser realmente eficaz no que se propor.




0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.