15 abril 2017

Cem dias de Gestão Doria para os guardas civis: Muito oba-oba e pouco resultado prático

Sem oba-oba, o que podemos avaliar desses cem primeiros dias para o guarda civil que está na 'linha de frente' do serviço prestado?

15/04/17 - Certa vez uma pessoa afirmou que "... uma empresa não faliu quando fechou as portas. Ela faliu, na verdade, quando o processo se iniciou nos anos anteriores ao fechamento. Isso também se aplica ao ser humano, ao profissional. Quando ele sente que chegou ao seu limite na organização é porque o processo de falência pessoal está se concluindo. E, depois de iniciado, este processo não tem mais volta..".


No texto abaixo, reproduzido do site Sindguardas-SP, podemos ter uma avaliação geral dos primeiros cem dias da gestão Doria. Eu realmente gostaria de pontuar algumas questões, mas o geral foi exposto na referida publicação. Deixo, então, apenas o pensamento acima e a observação abaixo.

Nisso, talvez (mas apenas talvez) seja importante ressaltar o sentimento guardado. Mesmo que isso seja muito particular - e não uma opinião geral - o sentimento real ainda é de muito oba-oba e pouco resultado prático. De certa forma, a desmotivação (insatisfação) seja um dos sentimentos descritos por alguns neste momento. Veja ainda: Enquanto o prefeito elogia a GCM, guardas civis perdem espaço na Câmara Municipal

Mas, como afirmou certa vez o poeta, escritor, romancista, jornalista, músico, filósofo e crítico literário Evan do Carmo:


"É preciso adoecer de insatisfação
para mudar uma realidade incômoda".

".... A gestão do Prefeito João Dória alcançou seus cem primeiros dias na última segunda-feira (10/04) e o próprio governo tratou de fazer uma autoavaliação, enfatizando os pontos que entendem como positivos para a Cidade de São Paulo. Com efeito, o Prefeito deu entrevistas para várias mídias falando sobre os cem primeiros dias de sua gestão.

Contudo, se faz de grande importância conhecer a realidade destes cem primeiros dias no ponto de vista dos trabalhadores da Prefeitura de São Paulo e, nesse caso, vamos pontuar a gestão com os olhos do policial da Guarda Civil Metropolitana.


Em nível de alta gestão, ou seja, nas medidas adotadas pelo próprio Prefeito, a avaliação é de muita foto e pouco fato. Em que pese o período de transição e a nova gestão precisar de um intervalo para conhecer o funcionamento burocrático da administração municipal, com todas as suas peculiaridades, a verdade é que chegamos aos cem dias e não houve nenhuma ação de fato para favorecer o policial da Guarda Civil Metropolitana em suas necessidades. Demonstrar na mídia que o policial GCM trabalha, não atende aos anseios deste profissional que está com carga excessiva de trabalho porque o efetivo é defasado e nem custeia as despesas mensais sofrivelmente pagas pelos salários também defasados...". Título: Cem dias de gestão Doria, pelo ponto de vista do trabalhador guarda civil metropolitano. Para saber mais clique AQUI Fonte: Sindguardas-SP.



Compartilhe pelo seu Whatsapp e colabore conosco (Clique AQUI)
image

O Cão De Guarda Notícias

Autor e Editor

Dennis Guerra Contato Whatsapp 11 95580-1702

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Postar um comentário

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

biz.