15 março 2017

Reforma da Previdência: OAB e 160 entidades protestam na Câmara dos Deputados (Greves pelo Brasil)

O presidente da OAB, Claudio Lamachia, sustentou que a reforma deve ser justa, digna, sem retrocesso social. Propuseram a suspensão da PEC 287/16.

15/03/17 - Nesta terça-feira (14), em Brasília, a Ordem dos Advogados do Brasil e mais de 160 entidades, entre elas seccionais da OAB e entidades da sociedade civil, fizeram um protesto e a entrega da "Carta Aberta sobre a Reforma da Previdência" ao presidente da #Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e ao presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, Carlos Marun.


Os manifestantes organizaram uma comitiva, que foi liderada pelo presidente da OAB, Claudio Lamachia. Segundo este, a discussão sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, proposta pelo governo federal, precisa ser discutida com a sociedade, dada a magnitude do tema.

“Este não é um movimento da Ordem dos Advogados do Brasil, mas sim da sociedade. Por isso mesmo temos aqui hoje mais de 160 entidades da sociedade civil organizada, que assinam esta Carta Aberta e reconhecem a importância de dialogarmos com o parlamento brasileiro. Esta é a casa do povo, da democracia, e não haveria melhor local para se estabelecer esse debate”. Saiba mais clicando AQUI.  Fonte: Blastingnews.

Nota Editor OCDGN - Motivadas pela Reforma Previdenciária e Trabalhista, inúmeras greves ocorreram pelo país. Poucos noticiários deram destaque a relação entre algumas paralisações e as propostas de alterações do Governo Temer. Independentemente disso, muitos brasileiros estavam antenados. Veja ainda: Greve afeta metrô e ônibus, e aplicativos miram passageiros

"O protesto da população não é contra a reforma, que deve ser analisada considerando a condição social e principalmente de saúde do trabalhador. Mas contra a forma desumana, essa proposta que impõe ao cidadão chegar no fim da vida sem poder descansar e cuidar da mente e do corpo após longos anos de trabalho árduo.

Árduo, porque a realidade brasileira e cruel ao trabalhador, que além do tempo dispensado ao deslocamento, precisa trabalhar mais horas no dia, para garantir o mínimo de qualidade em educação e saúde nas instituições particulares.

O tempo de vida aumentou de fato, mas com qual qualidade? O trabalhador chega aos 50 anos se arrastando de dores pelo corpo quand faz trabalho braçal, quando trabalha em setores administrativos, chegam aos 50 anos com obesidades, com diabetes, depressão....

No momento da vida que o cidadão se aproxima da aposentadoria, oportunidade para cuidar da saúde, já que no seu tempo de "produção" não era possível prevenir, não tinha qualidade de vida, terá que continuar trabalhando... Essa é a realidade da grande maioria do trabalhador contribuinte brasileiro" Por Dinamah.

Fonte/imagem: Whatsapp.



Compartilhe pelo seu Whatsapp e colabore conosco (Clique AQUI)
image

O Cão De Guarda Notícias

Autor e Editor

Dennis Guerra Contato Whatsapp 11 95580-1702

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Postar um comentário

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

biz.