Redução de danos à imagem institucional, principalmente quando promovida por oportunistas

Ações que impactam em redução de danos à imagem institucional.

14/02/17 - Por Dennis Guerra: No último domingo, todos nós pudemos acompanhar o Programa Domingo Espetacular sobre o guarda civil Marcos A. de Moraes e a sua dedicação - e por que não dizer, a sua predestinação - novamente foi destaque. Mas não é exatamente sobre ele que eu quero comentar, apesar de ser relevante o seu talento ficou às margens de um melhor aproveitamento institucional, como já descrito aqui em outra ocasião.


O objetivo deste texto é destacar o aproveitamento de talentos em locais onde o seu trabalho terá destaque, não apenas a ele mas a corporação como um todo. Exemplo disso são as polêmias que costumeiramente são noticiadas como verdadeiras e acabam por macular ações de guardas civis por toda a cidade de São Paulo, que refletem para todas as guardas municipais do país, abarcadas pelas famigeradas discussões sobre supostas retirada de cobertores de pessoas em situação de rua, que são promovidas promovidas por defensores do assistencialismo com fundo politiqueiro. Veja ainda: GMC/GCM Assasina - O fenômeno do Analfabetismo Funcional aliado ao assistencialismo oportunista

O importante é destacar a presença do Inspetor Superintendente Euclides Conradim, da Superintendência de Planejamento, Inteligência e Estratégia Operacional, ao final do vídeo. Ele, que além de estar a frente de dois ótimos programas da Guarda Civil Metropolitana - GEPAD e Criança Sob A Nossa Guarda - soube explicar de forma clara e objetiva a importância de valorização de tais ações. Isso, por si só, já impacta em redução de danos à imagem institucional promovidas por oportunistas. Assista (aos 14 minutos do vídeo):



Assista pelo seu smartphone



Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra