Mulher sente fortes dores na cabeça e médicos ficam chocados (Assista ao vídeo)

Selvie sentia fortes dores de cabeça, barata se movia entre os olhos e nariz da mulher que foi operada.

04/02/17 - Encaminhado por Fernando Torres: Alguns casos inusitados viralizam na internet por suas histórias praticamente inacreditáveis. São acontecimentos inimagináveis que faz com que muitos duvidem de sua veracidade. Nem tudo que está na internet é verdade, mas em alguns casos, existem vídeos para provar a veracidade dos fatos.


A Índia é conhecida pela sua beleza e rusticidade presente em sua arquitetura e cultura que são ícones do país. Algumas histórias que acontecem na Índia acabam viralizando na internet e todo mundo fica sabendo sobre as coisas estranhas que por lá acontecem.

Muita gente não gosta de baratas, um inseto capaz até mesmo de sobreviver a um ataque de bomba atômica. Até mesmo os valentões mostram algum tipo de medo do inseto que parece indefeso para o homem. Veja ainda: No centro de São Paulo GCMs resgatam idoso durante enchente

Como não possuem ferrões e nem transmitem doenças, além do típico nojo das baratas, os insetos não podem causar problemas para as pessoas. Desde que a barata não esteja dentro do seu corpo, o que pode levar até a morte de alguém. Uma barata dentro de uma pessoa? Sim, você leu certo e o caso inusitado foi registrado na Índia com direito a vídeo para comprovar a veracidade. Assista:


Assista pelo seu smartphone


Médicos acharam estranho a reclamação de uma mulher de 42 anos de idade. A mulher de Injambakkan sentia dores e queimação na cabeça. Até aí os médicos não haviam notado nada de anormal, mas além desses sintomas, a mulher sentia algo que chamou a atenção dos médicos.

Selvie sentia algo se movendo em seu crânio, o que parecia inacreditável até que os médicos resolveram fazer um exame no local. Para surpresa de todos, foi encontrado dentro da cabeça da mulher uma barata. O inseto estava preso entre o nariz e os olhos.

Assim que foi descoberta a barata, Selvie foi encaminhada para o bloco cirúrgico. A prioridade dos médicos era de tirar a barata viva da cabeça da paciente, livrando Selvie de um incômodo completamente anormal.

A cirurgia durou apenas 45 minutos, e a barata foi retirada viva do crânio da mulher. Selvie corria risco de morte caso a barata fosse retirada morta de sua cabeça. A mulher poderia ser infectada pelo inseto, o que poderia levar em sérias complicações neurológicas. Fonte: Blasting News.


Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra