09 janeiro 2017

Quando eu leio "... É preciso exigir o fim da PM, da Guarda Municipal e de todo o aparato repressivo..." eu já sei que vem porcaria!

09/01/17 - Por Dennis Guerra: É verdade! Quando eu leio alguém metido a intelectual escrevendo coisas do tipo, eu sei que já vou passar uma certa neurose, porque 'tá vindo porcaria por aí. E também sei que aparecerá algum especialista em Segurança Pública para reafirmar parte do discurso abaixo. Logicamente, se o fizer, permitirá a reafirmação da porcaria toda. Veja também: No meio de troca de tiros cidadão surge para, literalmente, apoiar policial - Conheça a sua Fé 

E eu não estou aqui para rebater tecnicamente o texto em questão, até mesmo o porquê não houve tecnicidade alguma em sua construção. A não ser, lógico, aquela de mesa de boteco em porta de faculdade com ideologias discutíveis. E como eu não frequento botecos, principalmente na porta da faculdade, não entrarei nessa querela.

É aquele mesmo pseudo-especialista-intelectual-psico que vai na porta de presídio chorar morte de criminoso e caga e anda para o restante da sociedade. Polícia então, eles querem ver, literalmente, pelas costas.

Crivella transforma Guarda Municipal em PM: mais repressão

O prefeito eleito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), mostrou para o que veio no segundo dia de mandato: “A guarda precisa mudar o seu foco, porque hoje é muito voltada para o combate aos camelôs e também para as multas. Nós agora vamos articulá-la, para que fique nas manchas de criminalidade, nas calçadas, nas áreas turísticas. Em locais onde ocorrem pequenos delitos, furtos, assaltos, roubos maiores, como o de carros e cargas, e até homicídios”. Quer dizer, Crivella pretende transformar a Guarda Civil Municipal em mais uma polícia militar, também apta a reprimir duramente a população. Como sempre, por trás da desculpa do “combate à criminalidade” está o fortalecimento de mais um apareto para reprimir o povo. Veja ainda: Criminosos disparam contra guarda civil na Zona Norte de São Paulo - Um dos suspeitos 'tá na mão'!

Esta é uma tendência geral das prefeituras eleitas depois do golpe de Estado: endurecer ainda mais as leis e seus aparelhos repressivos. A Guarda Municipal já funciona como uma força repressiva do Estado, uma espécie de mini-PM. Enquanto a PM é responsável pelo assassinato da população pobre, negra, trabalhadora, a Guarda Civil reprime setores como moradores de rua, vendedores ambulantes etc. E mais: Presidente da Comissão de defesa dos Direitos Humanos da OAB-AM chora pelo massacre em Manaus (!)

A proposta de Crivella, que faz demagogia com os vendedores ambulantes insinuando que a Guarda não será mais usada para reprimi-los, o que não é verdade, será uma forma de dar mais poder para a Guarda de reprimir. Em São Paulo, por exemplo, a Guarda funciona quase como uma PM, armada, fazendo revistas, perseguições e até executando indivíduos. Com João Dória (PSDB) como prefeito da cidade a tendência é piorar. Conheça a categoria Você Repórter



Assista pelo seu smartphone


Marcelo Crivella quer imitar o “modelo paulistano” de Guarda Municipal. A população deve se mobilizar contra o regime repressivo. É preciso exigir o fim da PM, da Guarda Municipal e de todo o aparato repressivo. Fonte: Diário Online Causa Operária.

Ratos em barraca de frutas - O que você anda comendo por aí?

05/01/17 - Por Dennis Guerra: Fiscalização de comércio irregular visa, entre outros pontos, colaborar com a vigilância sanitária. Costumeiramente, nas ações de fiscalização e apreensão de mercadorias, aparece algum desavisado em relação aos reais problemas que possam existir naquela simples venda de produtos - principalmente os alimentícios. Nas filmagens abaixo, encaminhadas via Whatsapp, ratos circulam livremente entre as caixas contendo frutas e verduras em barraca montada na região central de São Paulo. Isso mesmo, as ratazanas circulam entre as frutas, infectando-as com coliformes fecais. Quando as equipes de fiscalização chegarem para realizarem os seus trabalhos - inclusive o de apreensão de mercadorias, lembre-se do vídeo abaixo. Colaboração: Daniel Almeida. Fonte: OCDGN.


0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.