Governo de SP vai afastar investigador que emitiu alerta sobre ataque de facção

16/01/17 - Encaminhado por Daniel Almeida: O Secretário da Segurança Pública de São Paulo, Mágino Alves Barbosa Filho, afirmou nesta segunda-feira (16) que o investigador que produziu e divulgou um alerta sobre um possível ataque de uma facção criminosa em São Paulo será afastado do cargo no setor de inteligência da Polícia Civil.


Secretário disse que informe está errado e afastou possibilidade de ação de criminosos

A mensagem foi endereçada na última semana ao Centro de Inteligência de Araraquara, no interior do estado, e se disseminou entre policiais civis e militares. O investigador teria detectado a iminência de um ataque da facção em razão da possibilidade da transferência de 12 chefes para presídios federais ou pela extensão dos prazos de prisão no Regime Disciplinar Diferenciado. Veja ainda: Criminoso tenta assaltar guarda de Artur Nogueira e acaba morto

"O policial demonstrou não ter aptidão para trabalhar com inteligência policial. (...) Por isso, vai sair", disse o secretário em evento no Palácio dos Bandeirantes nesta segunda. Segundo Filho, o alerta está "errado".

Imagem/fonte: Whatsapp

"Quem emitiu aquele alerta é alguém que não sabe trabalhar com inteligência. Inteligência não trabalha com alerta, trabalha com informação que precisa depurar", disse. Saiba mais clicando AQUI. Fonte: G1.

Na imagem abaixo, Alckmin e secretário Mágino Alves em evento no Palácio dos Bandierantes (Foto: Márcio Pinho/G1).




Compartilhe:

Um comentário:

  1. Eu acho absurdo secretário de segurança afasta investigador por avisado seus parceiros de profissão isso é demais

    ResponderExcluir

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra