Doria diz que GCM não vai tirar cobertor de morador de rua e Polícia Civil vai investigar pichadores

Enquanto o ato do prefeito anterior colocava em dúvida a ação da GCM, Doria segue na via oposta. A intenção seria preservar legalmente as ações em conjunto.

23/01/17 - Ele declarou que o decreto publicado neste sábado que retira essa proibição "não ficou claro", mas disse que essa ação não vai ocorrer; depois, andou de cadeira de rodas para promover campanha "calçada nova". Para saber mais clique AQUI. Fonte: Estadão.


"Foi apenas para preservar legalmente o direito da GCM de poder ajudar a Secretaria de Desenvolvimento e Assistência Social e Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania para não haver a ilegalidade do ato". Por Prefeito João Doria.

Policiais do Deic vão investigar grupos de pichadores

Departamento da Polícia Civil que combate o crime organizado monitora jovens nas redes sociais para fazer prisões coletivas. SÃO PAULO - A Secretaria Estadual da Segurança Pública destacou o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), grupo da Polícia Civil especializado nas investigações contra o crime organizado, para identificar pichadores de rua que atuam na capital paulista. O crime, que é na verdade um delito ambiental, virou alvo de uma “cruzada” capitaneada pelo prefeito João Doria (PSDB). Veja ainda: Banheiros do Parque Ibirapuera - Doria anuncia parcerias

'Pichador não é artista; é agressor', diz Doria

Há duas semanas, grupos de pichadores vêm sendo identificados pelas redes sociais. Os policiais têm mapeado locais em que eles se reúnem durante as noites na cidade e planejam, em breve, segundo Doria, uma ação para executar prisões coletivas de suspeitos. “A Polícia Civil está fazendo investigações e já identificou onde se reúnem, quem são, já fotografou e, muito em breve, essa ação vai se materializar”, diz . Para saber mais clique AQUI. Fonte: Estdadão.





Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra