14 dezembro 2016

Justiça de SP manda chefes do PCC para a ‘tranca-dura’

14/12/16 - Encaminhado por Daniel Almeida: O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou nesta quarta-feira (14) a internação de 14 detentos apontados como integrantes da cúpula da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) no sistema RDD (Regime Disciplinar Diferenciado), no CRP (Centro de Readaptação Penitenciária) de Presidente Bernardes (a 589 km da capital), considerada a prisão mais rigorosa do Estado, onde os presos passam 23 horas trancados nas suas celas e não têm contato físico com visitantes. Veja também: Deputado Lincoln Portela e Reunião CCJ - Reforma da Previdência e agentes policiais

A internação dos detentos apontados como membros da chefia do PCC foi solicitada pelo Polícia Civil em Presidente Venceslau (a 629 km da capital) e teve aval do núcleo do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), do Ministério Público Estadual, na cidade.

As duas instituições foram as responsáveis pela Operação Ethos, realizada durante um ano e meio e que, entre novembro e este mês, resultou na decretação da prisão preventiva de 39 advogados (quatro deles atualmente foragidos), do então vice-presidente do Condepe (Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana), órgão da Secretaria da Justiça de SP, Luiz Carlos dos Santos, e dos 14 membros do PCC, todos já presos, agora transferidos para o CRP de Presidente Bernardes. Para saber mais clique AQUI. Fonte: CartaCapital.




0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.