Doria declara guerra a camelôs e pichadores - Soldado, o cobertor está muito curto!

29/12/16 - Por Dennis Guerra: Mais uma vez o futuro prefeito de São Paulo apresenta os seus planos para administrar a maior cidade do pais. O que está faltando é explicar como dará andamento, principalmente quando cita a GCM, sem antes fazer novas contratações de integrantes. Veja também: Futuro Comando da GCM/SP enfrentará antigos problemas

Sim, porque agora João Doria - tendo declarado guerra aos ambulantes e pichadores - significa que ele colocará os seus soldados no front. E os inscritos no concurso GCM 2013, que ainda guardam as convocações?

Claro que a afirmação está mais por conta do editorial do jornal do que propriamente palavras do futuro prefeito. Mas, considerando esse cenário, e sendo os seus 'soldados' os guardas civis metropolitanos, como enfrentar essa guerra com o efetivo defasado, considerando principalmente o grande número de aposentadorias que em breve serão efetivadas?


"O aviso para os ambulantes é: se regularizem. Procurem a prefeitura de São Paulo para que tenham sua regularização e possam trabalhar regularmente. De forma irregular não vão atuar. A GCM vai agir", ameaçou Doria. Fonte: Rede Brasil Atual.

E logicamente a ação contra os pichadores também envolve os serviços da GCM. Novamente vem a pergunta: De onde irá tirar soldados para essa guerra? Lembrando que ele já havia citado a Guarda Civil Metropolitana em outras ações. O importante - e mais importante - é considerar que uma guerra não se vence sem estratégia e contingente. E mais: 3 - O Cão De Guarda Notícias: Ligações inquietantes...

"Soldado, o cobertor está muito curto, 
mas vá lá e não volte sem ter vencido a guerra"!


Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra