29 setembro 2016

Eleições 2016: Alguém estaria falando a nossa língua - RETP? (Atualizado)

29/09/16 - Por Dennis Guerra (Publicação original em 27/09/16) Mais uma vez o sobe-e-desce nas pesquisas referente às Eleições 2016 está tirando o sono de muita gente. Dentro disso já foi dito e confirmado na rede social Whatsapp que algumas pessoas estão mantendo contato com as assessorias dos candidatos à Prefeitura de São Paulo.

Veja também: Eleições 2016 - Propostas estilo Freak Show!

Segundo alguns, citando até mesmo propostas de Plano de Carreira - o que muitos consideram uma irresponsabilidade, sendo que a cada plano do tipo, cria-se nova celeuma e, com isso, novos transtornos a serem superados - muita coisa tem sido dita, mas muito pouco efetivamente comprovado. Veja ainda: Homem é salvo por guardas civis ao tentar cometer suicídio em viaduto no centro de São Paulo

Dentro do já conhecido 'Falou muito e não disse nada' dos planos de governos apresentados, uma coisa é certa: Querendo ou não os guardas civis continuarão a fazer segurança pública - de uma forma ou outra. O que confirma isso são as estatísticas apresentadas a algum tempo, onde a Guarda Civil Metropolitana aparecia em primeiro lugar no número de ocorrências registradas - logicamente pelo grande efetivo e a capilaridade de atuação em todas as regiões de São Paulo.


Alguém estaria falando a nossa língua? Bem, mas a pergunta é: Desses encontros e reuniões com os candidatos, algum deles foi questionado sobre o aumento de RETP? E mais, algum se comprometeu com esse aumento? E mais: Uma carta ao Fernando Haddad (Atualizado)

Fonte/imagem: Whatsapp

Sobre esta pergunta, uma resposta encaminhada via Whatsapp"Sim, existe proposta de RETP sim. Segundo quem teria participado na reunião com o candidato Celso Russomanno, dentre outras, foi citado que o candidato prometeu avaliar o aumento do valor pago no Regime Especial de Trabalho Policial após estudo orçamentário"

Atualizado com comentários no

"Posso afirmar que na reunião realizada com o candidato Celso Russomano e com seu marqueteiro, foram tratadas questões estritamente institucionais, entre as quais, estrutura e fortalecimento da GCM e SMSU, vencimentos dos GCMs, assim como aplicação operacional do efetivo, no sentido de se fazer a GCM, mais importante a população, em especial na periferia da cidade, onde a população é mais sofrida e carente. As propostas apresentadas foram discutidas com vários seguimentos de lideranças institucionais e assumidas pelo candidato e incluídas em seu plano de governo, que é obrigatoriamente registrado. Seria bastante interessante que antes de se realizar manifestos como se faz neste canal, que se tivesse real conhecimento das tratativas realizadas. Cabe ressaltar que a proposta feita ao candidato Celso Russomanno, fora realizada pra ser apresentada a tofos os demais candidatos a prefeito de São Paulo, porém o espaço só fora apresentado pelo candidato acima citado". Por Eduardo Padilha

Resposta OCDGN - O canal de comunicação está aberto a todos. Sinta-se à vontade para compartilhar mais detalhes. Muitos tem em mãos o contato do OCDGN e a possibilidade de repassar as informações pertinentes, mas, se por quaisquer razões não o fazem - deixando informações incompletas, que acabam por criar ruídos na comunicação - trabalharemos sobre as principais dúvidas que surgirem nas redes sociais. A questão levantada acima é justamente um resultado direto disso. Mas agradecemos enormemente a disposição apresentada em conversa particular em compartilhar com o nosso público mais detalhes sobre o tema. Muito obrigado por colaborar com a matéria!

"Deixo uma pergunta: 140% de salário base baixo é quanto? Devemos lutar para aumentar o base, porque daí vem aumento real e não 140% de nada". Por Elaine Simoni

Resposta OCDGN - Muito bem observado. Veja, minha cara Elaine Simoni, que o texto acima aponta justamente isso. Todavia, sabemos que o aumento do RETP é de competência do prefeito e, considerando o seu rápido provimento, esse aumento sobre nada - entendido, logicamente, de forma irônica - já daria uma ajuda considerável à base da pirâmide, que é a que mais sofre com o péssimo salário. Este último, por sinal, demandaria maior tempo de negociação. Muito obrigado por colaborar com a matéria!

"Nunca se contenta com nada nessa Guarda. o Haddad pode ter mil defeitos, mais foi o único que aceitou o plano de carreira e, se foi ruim, a culpa com certeza não é dele. Aumento de salário também. Estamos à oito anos sem aumento, prêmio desempenho - que a aquele infeliz do Kassab prometeu os guardas faziam mil RAS e nunca recebemos - o Haddad pagou. E a delegada é ruim? Será porque 80 % da GCM faz. Vocês querem o que "? Por Fernanda Sant

Resposta OCDGN - Fernanda, minha cara, o texto acima não trata apenas de simples descontentamento fugaz sobre isso ou aquilo. Trata-se de um novo ciclo que se inicia com um novo - ou contínuo - mandato. Mas de certo é que o atual prefeito não foi de todo o culpado, como você disse. Eu concordo quando você se refere sobre a culpa não ser exclusivamente dele - e também não convém creditar a responsabilidade dos danos. Porém não esqueçamos que, no primeiro semestre deste ano a gratificação sobre os 'milhares de RAS' confeccionados ainda não foi paga e que a DEAC - a que você se referiu como Delegada -  deve ser elencada com certo cuidado: Muitos não fazem - mesmo precisando - sendo os 20% ao qual você se referiu. Muito obrigado por colaborar com a matéria!

O Cão De Guarda Notícias agradece a participação de todos.
É assim que se constrói o debate!

Dennis Guerra: Idealizador e Editor
Contato Whatsapp: 11 95580-1702

Visite a nossa Fan Page clicando AQUI.


O Cão De Guarda Notícias - O Seu Trabalho Aparece Aqui!
Compartilhe pelo seu Whatsapp e colabore conosco (Clique AQUI)
image

O Cão De Guarda Notícias

Autor e Editor

Dennis Guerra Contato Whatsapp 11 95580-1702

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Postar um comentário

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

biz.