17 julho 2016

Polêmica - Caso envolvendo acusações de abuso na Corregedoria GCM/SP gera grande repercussão nas redes sociais

17/07/16 - Por Dennis Guerra: Em mais um final de semana polêmico, a Guarda Civil ainda é motivo de intensos debates nas redes sociais. De um lado, a entrevista do Prefeito Fernando Haddad aos candidatos remanescentes do Concurso GCM 2013 que permanecem acampados em frente a Prefeitura de São Paulo aguardando a convocação.

Veja também: Sargento Galesco e Major Olímpio visitam o acampamento dos candidatos remanescentes do Concurso GCM 2013 - Prefeitura de São Paulo



Corregedoria GCM/SP

De outro, denúncias contra a Corregedoria GCM/SP amplamente divulgada nas redes sociais e mídia convencional, promovida pela AAPOL e que agora ganha novos apoiadores, como os Advogados Marcos Manteiga e Raul Marcolino. Fonte: Abusos das Corregedorias  - Facebook. Veja ainda: AAPOL - Ofícios encaminhados a Secretaria Municipal de Segurança Urbana e OAB


Ainda, sobre o caso envolvendo a Corregedoria da Guarda Civil Metropolitana, representantes do Sindguardas-SP Fernando Coelho - Finanças/Adjunto - e Evandro Fucitalo - Secretário/Jurídicos - defendem que existiu muita repercussão desnecessária sobre o caso - principalmente quando se considera o acionamento da Polícia Militar para o encaminhamento das partes envolvidas - e até esse momento apenas a parte da Advogada Samara foi ouvida, não se dando ampla divulgação do contraditório. Fonte: Grupo O Cão De Guarda Whatsapp.

E mais: Guardas civis apreendem adolescente com drogas - e dólares - no Parque da Aclimação

"Devemos sempre nos preocupar com o zelo pela imagem de nossa corporação. Quanto à quaisquer possibilidades de abusos, elas deverão ser prontamente apuradas". Evandro Fucitalo.

"Fico sempre na dúvida quando dizem que devemos preservar a imagem da instituição! Pois o assediador sempre faz e acontece, sobre o manto da instituição pública e nada acontece com ele. Será que esse assediador está preocupado com a imagem institucional? Aí quando descobrem que essa pessoa nada mais é que um assediador, que humilha, esculacha, intimida... aí vem os defensores da imagem da instituição! Penso: será que o interesse em preservar nestes tipos de caso a imagem da instituição não está vinculando uma proteção ao assediador"? Autoria preservada por OCDGN

Encaminhado por Marcio Dos Santos - VITÓRIA! PROMULGADA LEI DE COMBATE AO ASSÉDIO SEXUAL NO ÂMBITO DA PREFEITURA DE SÃO PAULO - Mais uma das pautas de reivindicação da categoria Guarda Civil Metropolitana foi atendida na data de hoje (14/07) com a promulgação da Lei 16.488/2016, que disciplina os procedimentos administrativos de combate ao assédio sexual no serviço público municipal.

A Lei traz algumas novidades interessantes, como pena de multa conjunta com as penas de repreensão e suspensão, no valor de até 50% do salário-base do assediador.

Também disciplina o assédio sexual diferenciando aquele praticado por superior hierárquico do assédio praticado entre pares ou por subordinado. O assédio praticado por superior recebe o conceito de "assédio sexual por chantagem" e o outro recebe o conceito de "assédio sexual por intimidação". Interessante notar que o assédio sexual é apenado independente de haver ou não relação hierárquica entre o agente assediador e o agente assediado.

Outra novidade muito interessante é que disciplina o assédio sexual no ambiente de trabalho ou fora dele, inclusive se praticado por meios eletrônicos, como e-mail, aplicativos de mensagens etc. Para saber mais clique AQUI. Fonte: Whatsapp.

Clique na imagem abaixo e curta a nossa Fan Page - Facebook




0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.