15 julho 2016

O Judiciário Brasileiro e a Ostra - Se cada um cuidasse de sua própria casa!

15/07/16 - Postagem original em 13/07/16 - Por Dennis Guerra: Após diversos ataques promovidos pelo crime organizado a policiais militares, policiais civis e guardas municipais - totalizando 32 agentes assassinados - só nas últimas horas, foram cinco ataques - eis que o Procurador de Justiça de São Paulo, Luiz Antonio Guimarães Marrey, concede uma entrevista ao Programa da TV Gazeta.

Veja também: Após a tempestade, um novo campo de debate se abre para as guardas municipais - Especialistas rebatem a Portaria 038/07/2016

Sob a sua análise, digamos assim, um tanto ultrapassada e pouco a colaborar de fato ao atual cenário de insegurança vivido pela população, pelo contrário, podendo inclusive trazer ainda mais mazelas ao todo - o procurador discorre sobre a atuação das guardas municipais sem ao menos citar a Lei 13.022/14 e confundindo  ainda mais o telespectador. Veja ainda: O poder de polícia das guardas municipais – Por Ricardo Antonio Andreucci

Cracolândia, um resumo da falha do Judiciário no Brasil.

Por Elvis de Jesus - O Dr. Marrey tem uma extensa folha de serviços prestados a justiça e a sociedade Paulista, de família  tradicional e acreditada no campo do Direito Penal, cujos parentes são ilustres Doutores em Direito e etc., contudo é importante observar que sua entrevista com juízo de valores e tangenciando a legislação federal sobre Guardas Munícipais, deixou patente que:

a) Há um completo desconhecimento sobre a Lei Complementar a Constituição n°. 13.022/2014, cuja redação remete as últimas três frases do parágrafo 8° do Artigo 144 da CF, conforme dispuser a Lei, a Lei está aí, materializada e em plena vigência;

b) Falar sobre treinamento da GCM SP ou de qualquer outra GCM, sem ser GCM e ter vivenciado o dia a dia, é atitude que fere os princípios da boa ética, eu não me arriscaria a falar sobre o conteúdo estudado na Escola de Magistratura, pelo simples fato de não ser Juiz ou Promotor, mas quando o assunto é Guarda Municipal ou Segurança Pública, brotam especialistas do chão, cada um apregoando suas próprias verdades;

c) A Lei 13.022/2014 é tão importante, tem tamanha relevância que com um mês de nascida foi atacada   de forma severa pela FENEME no STF, ainda que a postulante (FENEME), não tenha competência legal para postular tal insandice jurídica, ela o fez, para causar mal estar jurídico é fatos políticos sobre o tema, Guarda Municipal, Tal ataque foi recentemente reforçado pela AFAM, e tem o nitido pretexto de defender o campo e a seara institucional das Polícias Militares, como se somente as PMs, PCs, PRF ou PF fossem suficientes para fazer frente a essa enxurrada de sangue que lava o Brasil, (60.000 homicídios por ano, das 50 cidades mais violentas do MUNDO, 21 estão aqui nessa República, cujas autoridades e jornalistas não sabem a diferença entre Estado e estado);

d) Quando a Jornalista Maria Lidya (TV Gazeta), pergunta se GCM é Polícia, há que se esclarecer, que realmente os GCM não são policiais, nem Militates e nem Civis, que a concepção de uma Polícia Municipal é muito nova, moderna e vanguardista, embora algumas GCM cultivem  o formato de Polícia Militar, eles não são Militares Municipais, mas são de fato é de direito agentes de Polícia, exercendo função pública policial. 

Polícia é palavra ampla, extensa, abrangente,  não caberia em uma concepção estrita, a briga parece  interminável, o entendimento muito menos, como diria o Rei Salomão: Vaidade, tudo é vaidade....

e) Uma vez que ficou flagrante o desconhecimento da legislação que despressurizou o sistema de Segurança Pública, ainda que de forma tímida e sutil, (Lei 13.022/2014), tanto pelo Respeitável Procurador de Justiça do estado de São Paulo, quanto pela âncora da TV Gazeta, enviei Ofício Pessoal, (Ofício 198/EJ/2016), a Direção de Jornalismo da TV Gazeta, requerendo na forma administrativa, o consagrado Direito de Resposta para dar respostas técnicas a altura que as assertivas foram feitas. 

Ressaltando que cabe ao Jornalista entrevistador, fazer as perguntas, nunca emitir juízo de valores sobre os assuntos tratados, regrinha básica do manual de jornalismo. Elvis de Jesus - GCM São José dos Campos SP - Jornalista - MTB 077.934 SP. Fonte: Whatsapp.

Casal do tráfico é preso por guadas civis no centro de São Paulo

13/07/16 Você Repórter - Vladimir: Equipes da Guarda Civil Metropolitana - Inspetoria de Operações Especiais - IOPE, composta pelo Inspetor Sanches, Subinspetor Vladimir, os Classes Especiais Batista, Parreira, Cristiano Nunes e Joanilson, juntamente com a 1° Classe Diniz, prenderam em flagrante um casal que comercializava entorpecente na esquina das ruas Conselheiro Nébias x Vitória, ele em posse de 19 pedras de crack e dinheiro. Apoio da equipe GCMs 1° Classe Nivaldo e 3° Casses Serrano e Kelly - de suma importância, pois tomaram a iniciativa de retirar a tampa do bueiro, onde um dos acusados dispensou outras 16 pedras), e Equipe do Canil GCM/SP. Trabalho em equipe rende mais!

No final, quando consideramos a relação entre o trabalho policial e o desserviço da Justiça Brasileira - quando no primeiro se prende o criminoso e, no segundo, o nosso Poder Judiciário o coloca novamente em convívio com a sociedade - primeiro, se arrastando e segundo, deixando até mesmo a transparecer que o policial é inimigo da sociedade - o que podemos considerar é que, aí eu concordo com o Procurador Luiz Antonio Guimarães Marrey, se cada um cuidar da sua parte, os resultados serão extremamente positivos para o cidadão. E mais: O que existe dentro do chamado Fluxo, na Cracolândia?

No Brasil, para atirar pedras do telhado dos outros, aparece um monte de especialistas no assunto. Agora, para tentar resolver os problemas dentro da sua própria casa, nos fechamos como uma ostra. E o Judiciário Brasileiro faz isso melhor que qualquer outro - só não vê quem faz parte dele!


Compartilhe pelo seu Whatsapp e colabore conosco (Clique AQUI)
image

O Cão De Guarda Notícias

Autor e Editor

Dennis Guerra Contato Whatsapp 11 95580-1702

1 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

  1. Boa noite!
    Meu nome é Laerte e sou Guarda Civil Municipal do Município de Caieiras e na date do dia 14 de Julho de 2016 tive uma conversa com o Procurador de Justiça, Luiz Antônio Guimarães Marrey,onde lhe falei sobre as Leis 13022/2014; 5172/1966, Artigo 78; Artigo 144, Parágrafo 8° e Portaria Interministerial 4226/2010, entretanto o Procurador mostrou-se totalmente contra a atuação das Guardas Civis Metropolitana ou Municipais no combate à criminalidade e disse que as Guardas devem fazer ter suas atribuições ligadas ao que diz o Artigo 144, Parágrafo 8°; no entanto comentei que o Artigo 144, Parágrafo 8° diz: Os municípios poderão constituir Guardas Municipais destinadas a proteção de seus bens, serviços e instalações municipais, conforme dispuser a lei, a qual esta em vigor a 13022/2014, assim finalizando nossa conversa.

    ResponderExcluir

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

biz.