14 maio 2016

GCM - Sindguardas publica informativo sobre Promoção Horizontal e outros

14/05/16 - Por Dennis Guerra: Principalmente nos últimos dias, o Sindguardas-SP vem lançando via Whatsapp uma série de informativos sobre a atual gestão e as demandas da categoria. Dentre elas uma que gerou grande repercussão - e indignação - foi a publicação em Diário Oficial da Promoção Horizontal e certos 'equívocos' ocorridos quanto ao entendimento da Secretaria de Gestão sobre o tema. Veja também: Cracolândia - Apenas doze horas [Atualizado]

DTRH PUBLICA A PROMOÇÃO HORIZONTAL - ENTENDA QUEM FOI PROMOVIDO - A DTRH publicou na edição deste Sábado 14/05) do Diário Oficial a promoção horizontal dos servidores que estavam assegurados pelo Artigo 56 da Lei 16239/15. Na prática, são os servidores que na integração da nova carreira se mantiveram na mesma categoria da carreira anterior, como os Segundas Classes que foram integrados na categoria Segunda Classe e os Inspetores que foram integrados na categoria Inspetor. O Artigo 56 garante a continuidade do tempo de efetivo exercício no grau (letra) para estes servidores. PARABÉNS AOS SERVIDORES PROMOVIDOS. Mas... Aí começa o golpe do governo. Clique AQUI para ler na íntegra. 

FALTA CUMPRIR A LEI DE APOSENTADORIA ESPECIAL - A Guarda Civil Metropolitana dispõe de regra diferenciada de aposentadoria, a qual foi solidificada na Emenda à Lei Orgânica número 39, aprovada na Câmara dos Vereadores em 2015. Por esta nova regra, o trabalhador da GCM pode se aposentar sem limite de idade, desde que comprove:

a) 30 anos de contribuição e 20 anos de efetivo exercício na Guarda Civil Metropolitana, se homem;

b) 25 anos de contribuição e 15 anos de efetivo exercício na Guarda Civil Metropolitana, se mulher.

A regra também traz o benefício do abono de permanência para os trabalhadores que preenchem as condições e desejam permanecer na atividade. Clique AQUI e Leia mais.

FALTA MATERIAL E MANUTENÇÃO NA GUARDA CIVIL METROPOLITANA - Não obstante o desgaste e desvalorização humana, a Guarda Civil Metropolitana apresenta um registro histórico de carência de materiais. Nos 30 anos de história, nunca houve um governo que conseguisse a reposição de materiais dentro dos prazos corretos. Estamos no inverno e a corporação não tem blusas de frio para todo o efetivo. Aí fica uma correria em cima da hora para comprar, e quando o material chega, já é verão. Na ocasião, a demanda será por protetor solar e uniforme de verão, os quais deveriam estar sendo providenciados agora e não no verão. E a deficiência vai além: das 16 motocicletas disponíveis na Inspetoria de Operações Especiais, apenas 6 estão em funcionamento e os capacetes de motociclista estão vencidos. Não há reposição de outros materiais para aquela unidade, como escudo, capacete, joelheira e caneleira. Clique AQUI e leia mais. Sindguardas-SP TRABALHANDO PARA VOCÊ!


0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.