05 maio 2016

Aluna de odontologia fura gengiva de criança para fazê-la ficar "quieta"

05/05/16 - Por Dennis Guerra: O que falar do caso abaixo? Duas alunas de odontologia - uma da FMU e outra da USP - causaram espanto e repulsa nas rede sociais após declararem que praticavam - ou pelo menos, tinham conhecimento - de práticas de torturas a pacientes - inclusive crianças. Veja também: O amparo necessário ao profissional de segurança

Sim, ou você acredita que isso não caracteriza tortura? O mais interessante é que não foi nenhum policial sendo acusado de torturar vagabundo - não que eu defenda isso, só acredito que exista muita polemica desnecessária sobre o assunto - Também não foi nenhum militar acusado de provocar traumas físicos e psicológicos a nenhum prisioneiro em Guantánamo. O caso ocorreu entre estudantes universitários - aqueles mesmos que são os primeiros a criticar o poder público sobre quaisquer tipos de excessos - mesmo aqueles que só existem em suas próprias cabeças.


Por isso sempre digo: se você tem algo contra a sua polícia, olhe para si mesmo e para as pessoas que lhe cercam... a nossa polícia é o resultado direto da sociedade, justamente por vir e estar nela.


Aluna de odontologia fura gengiva de criança para fazê-la ficar "quieta"

Post feito em um grupo no Facebook gerou revolta. Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) diz que vai investigar o caso. Um post que teria sido publicado em um grupo de estudantes de Odontologia no Facebook causou revolta entre os internautas. Em uma conversa, uma das mulheres, que seria aluna das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) comenta: "A prof sempre mandou a gente ter uma postura forte e não dar abertura pra criança fazer birra, a minha prof sempre chega berrando com crianças que fazem birra! Sexta-feira ela mandou eu intervir, eu tava fazendo PROFILAXIA PROFILAXIA MANO e o moleque chorando, ai ela falou faz alguma coisa e tal, eu peguei a carpule e dei uma furadinha na gengiva dele, o moleque deu um PULO ai eu falei vc quer com dor ou sem dor? Ai ele sem dor, ai eu falei então abre a boca e fica quieto! NÃO CHOROU MAIS NADA" (sic).

Outra participante do grupo responde: "KKKKKK MENTIRA MANO VOU GUARDAR ISSO PRA MIM. Mano minha dupla da odontoped era mó fofa assim c os pacis, aí eles montavam em cima sabe n ficavam quietos. Aí qdo eu atendia eu falava sem ser fofa, olhava meio feio, eles ficavam quietinhos. Mas FURAR amei" (sic)... Para saber mais clique AQUI. Fonte: Revista Crescer.



0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.