2010 / 2017

"Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada"
Edmund Burke

"O Cão De Guarda Notícias era uma janela para o mundo que esteve aberta entre os anos de 2010 a 2017, deixando agora um vazio enorme em meu coração" Por Dennis Guerra

05 abril 2016

GCM/SP - Informativo Sindguardas-SP sobre Banco de Horas

05/04/16 - Encaminhado por Márcio dos Santos: Todos sabemos que a falta de efetivo é um problema crônico na Guarda Civil Metropolitana da maior cidade do Brasil. Essa falta de efetivo, somada ao surgimento incontrolável de novas demandas e atribuições e ao aumento das já existentes, sufoca e leva à exaustão o profissional da Guarda Civil Metropolitana, o qual, de praxe, tem horário certo para entrar e não tem horário certo para sair. Veja também: Governo não cumpre a promessa de contratar novos GCMs

Assustadoramente, ainda ouvimos essa frase de gestores como se fosse algo nobre, uma virtude! Quem pensa assim, só pode estar vivendo na era da repressão, ignorando os direitos fundamentais do ser humano, em especial daquele que serve aos demais, o SERVIDOR PÚBLICO.


Um dos maiores ônus deste problema é o acúmulo de horas extrapoladas em um "banco de horas" que sequer existe legalmente. Quando o servidor acumula estas horas e ainda consegue a compensação em folgas, entendemos ser o menor dos males. Veja ainda: Explode a bomba - Matéria do Diário de S. Paulo fala do efetivo reduzido e armamentos da Guarda Civil Metropolitana

Mas infelizmente há relatos (não poucos) de horas que "desaparecem misteriosamente" do banco de horas ou de unidades que simplesmente omitem a informação de horas extrapoladas dos servidores, em uma atitude autoritária, com evidente desvio de função. Quando as horas extrapoladas são computadas corretamente o trabalhador não consegue usufruir do descanso pelo excesso de trabalho, chegando ao cumulo de termos colegas com até 450 horas extrapoladas. Isso seria o equivalente a três meses de descanso e às vezes o colega não consegue tirar uma folga pra ir na festinha do filho na escola.

Para aparelhar a nossa cobrança de solução para esta grave demanda, solicitamos aos GCMs que acumulam horas em banco de horas e tiveram ou têm algum problema como os relacionados acima, que enviem e-mail para faleconosco@sindguardas-sp.org.br, detalhando a unidade e o problema enfrentado. Não esqueça de informar quantas horas você possui no banco de horas (se é que você recebe essa informação). Participe! Sindguardas-SP TRABALHANDO PARA VOCÊ!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

Tecnologia do Blogger.