16 março 2016

Os benefícios da SIPAT para os colaboradores - Os Municipais

16/03/16 - Por Wagner Benevides Arboleya: Esta matéria visa apresentar os benefícios da SIPAT- Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho, para os colaboradores quanto aos temas que podem ser apresentados a fim de proporcionar e melhorar a qualidade de vida no ambiente de trabalho, e na vida particular de cada colaborador, determinar os agentes prejudiciais e causadores de doença que incidem no ambiente laboral, conscientizando os funcionários sobre os benefícios e a importância na saúde e segurança no trabalho, mostrando que, os vários temas que podem conter em uma SIPAT, e seus benefícios que agregam aos colaboradores das empresas. Veja também: Heróis de São Paulo - "Não eram eles que precisavam de alento, éramos nós. E eles nos confortaram..." (Atualizado)

Visando a grande preocupação com os colaboradores, em construir um ambiente seguro, saudável e com qualidade de vida. E sabendo que o ambiente ocupacional, pode causar vários tipos de doenças físicas e mentais, podendo chegar até a letalidade. No intuito de proporcionar benefícios aos colaboradores e qualidade de vida no trabalho, surge a possibilidade de mostrar os benefícios da SIPAT para os colaboradores. Veja ainda: Tema do Estudo: Condições de Trabalho na “Operação Braços Abertos - Crack é Possível Vencer - Por Jefferson Amaral Guerra

Mostrando assim o real motivo da preocupação com o ambiente de trabalho e os benefícios da SIPAT para os colaboradores e apresentando os agentes prejudiciais e com relação aos acidentes e grande números de licenças por decorrência do alto grau de stress físico e mental e assédio moral e descriminação. Assim como a promoção á saúde e bem-estar dos trabalhadores e importância multidisciplinar da segurança dos colaboradores.

Podemos avaliar que o ambiente de trabalho tem vários riscos aos colaboradores, e também esta coberto por todos os tipos de riscos sendo riscos físicos, químicos, biológicos e ruídos, que podem ser evitados através da informação a fim de proporcionar um ambiente de trabalho saudável e seguro aos colaboradores.

1 - INTRODUÇÃO

O trabalho passou por transformações com a chegada do progresso, pois no inicio o trabalho se resumia essencialmente na agrícola e nos serviços artesanais, onde o trabalho era rural e seu exercício era nos locais onde viviam e suas ferramentas eram fabricadas pelos próprios trabalhadores de forma artesanal, atendendo às demandas locais. A máquina a vapor, que era alimentada principalmente por carvão, e que surgiu e impulsionou a Revolução Industrial no mundo juntamente com as locomotivas, com inicio na Europa. No processo da revolução das indústrias, onde foi introduzindo máquinas na produção de manufaturados (industrializados), substituindo o artesanato (manual). Foi na Inglaterra que o processo de industrialização tomou maior proporção, pois devido a reservas minerais locais e o seu sucesso na mecanização, juntando também com grande crescimento populacional, favorecendo sua expansão na primeira revolução industrial. Com a industrialização, aumenta a demanda de mão-de-obra para trabalhar nas fábricas e para atender a necessidade dos consumidores.

Condições de Trabalho

Enquanto isso a produção das fábricas não apresentavam os melhores dos ambientes de trabalho, fora das condições necessárias de higiene e segurança, e trabalhavam em cargas horárias excessivas no dia-dia.

Saúde e Segurança no Trabalho

Começando assim a surgir o interesse do assunto de segurança no trabalho, que preza pela manutenção e promoção para o bem-estar dos colaboradores, prevenções quanto aos riscos à saúde dos profissionais e também visando às necessidades psicológicas, fisiológicas dos colaboradores, percebendo a necessidade de aplicar uma política de saúde e segurança no trabalho, assistida e desenvolvida, com controle e analise de riscos à saúde. Os primeiros estudos sobre a saúde dos trabalhadores iniciou-se no século XVI. As pesquisas aprofundaram-se com a Revolução Industrial, quando surgiram as primeiras leis trabalhistas visando a proteger o ser humano de possíveis acidentes e doenças ocupacionais em suas relações de trabalho.

Concepção – CIPA

Percebendo a necessidade e importância em aprofundar e entender os mecanismos de frenagem, adotando uma gestão preventiva e segura para beneficiar e proteger os colaboradores, proporcionando condições e ambiente de trabalho saudável e com qualidade de vida e saúde dos funcionários, que através das necessidades de leis e normas a fim de controlar e evitar riscos, e com a (CLT) surge em 26 de Fevereiro de 1967 o decreto-lei 229 que obriga a instalação da CIPA nas empresas para proteção ao trabalhador. Comissão Interna de Prevenção de Acidente, apresentada na Norma Regulamentadora (NR-5).

A definição de CIPA consiste em comissão que tem o objetivo de evitar a ocorrência de acidentes e doenças do trabalho, e garantir um ambiente seguro e promover saúde e bem-estar aos colaboradores das organizações. Onde é composta por representantes do empregador e dos empregados, e sua composição se dá por um número de integrantes proporcionalmente ao número total de funcionários da empresa.

Dentre as atribuições que são relevantes para a prevenção de acidentes e promoção da saúde do trabalhador, segue abaixo:

• Divulgar aos trabalhadores informações relativas à segurança e saúde no trabalhado;
• Identificar riscos decorrentes das atividades de trabalho; elaborar mapas de risco;
• Promover campanhas de prevenção de doenças transmissíveis (AIDS);
• Realizar e divulgar informações relativas à segurança e saúde no trabalho e assuntos pertinentes ao ambiente e cotidiano;
• Promover anualmente em conjunto com o SESMT, se houver, a semana interna de prevenção de acidentes do trabalho – (SIPAT).
(CIPA-atribuição_internet)

Mostrando assim o real motivo da preocupação com o ambiente de trabalho e os benefícios da SIPAT para os colaboradores e apresentando os agentes prejudiciais e com relação aos acidentes e grande números de licenças por decorrência do alto grau de stress físico e mental e assédio moral e descriminação. Assim como a promoção á saúde e bem-estar dos trabalhadores.

Algumas considerações

- A palestra de educação financeira e algumas dicas de controle dos cartões e empréstimos são importantes para os colaboradores.
- Prestar mais atenção na alimentação.
- Não relutar em utilizar equipamentos de segurança, preservar saúde e segurança.
- Ser mais um colaborador da CIPA, é preciso juntar forças para prevenção.

Estima-se que de cada 100 empresas, apenas cinco tem um programa ligado à SST, mas parte destas desiste da implantação devido à falta de competência e até mesmo a pouca vontade política dos gestores, e a maioria não tem interesse em saber dos benefícios da implantação de um programa como esse. (Rossete, et al, 2015).

Devido à falta de entendimento sobre o assunto Segurança e Saúde no Trabalho e evento SIPAT, assim como assuntos abordados no evento e de conscientização, quanto aos conhecimentos dos colaboradores e sobre os agentes causadores de doenças no ambiente de trabalho, que geram acontecimento na vida do funcionário, e os fatores de riscos existentes no ambiente de trabalho (físicos, químicos, biológicos, mecânicos, ergonômicos), e também quanto a não utilização de EPI (Equipamento de Proteção Individual), EPC (Equipamento de Proteção Coletivo), e o desconhecimento de como lidar com as doenças ocupacionais que fazem mal a saúde física e mental, e também sobre o cansaço, fadiga, stress, alcoolismo, alimentação e acuidade, sobre as negligências, imprudências e falhas humanas no ambiente de trabalho que podem levar os colaboradores ao acidente, invalidez ou até a morte precoce, assim também como o sedentarismo. 

A SIPAT foi instituída pela Portaria 3.214, Norma Regulamentadora (NR 05) CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidente, no seu item 5,16 alínea o; onde diz que “deverá promover, anualmente, em conjunto com o SESMT, onde houver, a Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho” – (SIPAT).

A SIPAT ,sendo um evento que acontece uma vez ao ano no ambiente de trabalho, embora algumas empresas desenvolvem este evento em menores tempos, com o objetivo de levar informações aos colaboradores sobre saúde, segurança e meio ambiente, e também orientar e conscientizar os funcionários das empresas sobre a importância da prevenção de acidentes e doenças no ambiente de trabalho; entre outros temas que a empresa e Cipa, julgarem necessários e interessantes.

Wachowicz descreve: “Uma organização que promove a saúde é aquela que se preocupa com a segurança, higiene, conforto e bem-estar de seus funcionários” (2012, p.44-apud Rossete. et al, 2015).

Esse evento realiza-se no período de uma semana, onde os colaboradores são mobilizados a se motivar para realizar um trabalho sem riscos de acidentes e doenças ocupacionais, e para que resgatem valores esquecidos pelo dia a dia, ou seja, não só tenham idéia de saúde e segurança, mas que também pratiquem a segurança, ginástica laboral, passem por aferição de pressão arterial, informações relativas à DST/AIDS, tabagismo, alcoolismo, drogas ilícitas, qualidade de vida, alimentação, com apoio e participação dos funcionários da CIPA e palestrantes convidados, grupos do AA, médicos, instituições dentárias, de beleza, etc.

CONCLUSÃO

Através desta explanação, espero ter chamado a atenção e melhor informação do assunto exposto, sendo possível agora, entender os pontos positivos e negativos dos eventos, quanto aos assuntos apresentados em forma de palestras e interatividades, e sobre satisfações dos colaboradores participantes do evento, em relação à conscientização dos administradores, empregados, a respeito da importância dos mais variados assuntos ligados à Saúde e Segurança no Trabalho e benefícios que podem trazer aos colaboradores, na questão do evento SIPAT para os colaboradores das empresas, onde mostra como o trabalho é necessário para o ser humano, assim como as práticas de prevenções e orientações são necessárias para a Segurança e Saúde dos Trabalhadores, e como as utilizações de equipamentos de proteção, conscientização, a prevenção de acidentes, a orientação sobre doenças transmissíveis e ocupacionais, o sedentarismo, e mostrando também os benefícios que os vários temas que podem ser propostos e apresentar nos eventos da Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho - SIPAT, para contribuir para saúde, segurança e bem-estar dos colaboradores.

FINALIZANDO

Com a falta de fiscalização dos órgãos competentes, e sabendo dos agravos aos colaboradores no ambiente de trabalho, fica explicito a necessidade de adequações e cobrança nas organizações quanto às normas de segurança e reflexão da problemática dos agentes causadores de doenças e mortes, por falta de conhecimento e informações.

VAMOS COBRAR A REALIZAÇÃO DA SIPAT!

Wagner Benevides Arboleya. Classe Especial da Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. Superior Técnico em: Gestão de Recursos Humanos - UNIP 2013. Pós Graduado em: Segurança e Saúde no Trabalho - CLARETIANO 2015. Extensão :Prevenção dos problemas relacionados ao uso de drogas - UFSC 2014.


Fonte: Os Municipais.



0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.