"Concordo que nas favelas 90% dos moradores são pessoas boas. Também acredito que vocês não falaram com elas e sim com os 10% restantes" - Por Flávio Rodrigues

15/01/16 - Por Flávio Rodrigues: Comentarei a postagem Filmou a abordagem policial? Parabéns: você é a nossa testemunha!  em dois momentos diferentes. No primeiro, a questão de um mestre que conhece a verdade acadêmica - sem a experiência profissional muito conhecida no Brasil - como especialistas em segurança. Veja também: Sorria, você está sendo filmado - Por um policial!

Não menosprezando de forma alguma mas, fazer observações baseadas em erros é relativamente fácil, e pior, damos ouvidos e audiência a eles. A visão proativa de quem realiza a árdua tarefa de ser policial, as cobranças, as missões, estar imbuído em prestar um ótimo serviço, o exaustivo estudo, treinamento... Isso nenhuma universidade nos fornecerá. Veja ainda: Se eu fosse atacar só o lado mais fácil, eu seria mais que um covarde e meio!

Creio que o estudo sem prática não seja eficaz. Claro que, de acordo com as profissões, mas quando se vimos na condição do outro, muitos pensamentos e estereótipos são analisados de outra forma.

Conheço na pele as duas profissões e digo, com conhecimento de causa, que não é fácil. Esse texto me lembrou certa vez em um debate na PUC, todos falando de favela, polícia truculenta, fascistas, assassinos ... Quando chegou minha vez de falar, eu disse:

"Concordo que nas favelas 90% dos moradores são pessoas boas. Também acredito que vocês não falaram com elas e sim com os 10% restantesEu, por força maior, conheço os dois lados - esse no qual estamos falando de desigualdades e este - apresentando um alvo perfurado - que vocês não conhecem: a realidade policial que vocês tanto questionam". Fonte do comentário: OCDGN Whatsapp - Grupo Alfa




Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra