Apoio a guarda civil cadeirante é negado pela SMSU por motivos 'técnicos'

25/01/16 Você Repórter - Marcio Ribeiro: Guardas Civis Metropolitanos de São Paulo, em 21/01/2016 fui solicitado pela Cetel - Central de Telecomunicações da GCM/SP para fazer a remoção de um guarda civil que estava internado no Hospital das Clínicas e teve alta médica. Veja também: Ambulâncias de Remoção para guardas civis metropolitanos

Acompanhado da esposa, seria transportado para a sua residência, com o uso de ambulância - por ser paraplégico (Lesado Medular). A utilização do veiculo piloto Sprinter que esta no CFSU - Centro de Formação em Segurança Urbana fora negado, porque há uma orientação do chefe de Gabinete da Secretaria de Segurança Urbana - SMSU para sua regularização. Veja ainda: Enquanto São Paulo comemora 462 anos de sua fundação, guardas trocam tiros com marginais na Zona Sul (Atualizado)


Peço aos companheiros que tem contato ou trabalham na assessoria de Vereadores e ou Deputados, para auxiliar o Comando Geral da GCM de São Paulo nesta regularização, porque os veículos estão prontos no DML, sendo um total de 11 (onze), para serem distribuídos aos cinco Comandos Regionais e que devem suprir esta necessidade e realidade. Os veículos precisam, tão somente, de equipamentos e suprimentos que a Secretaria Municipal da Saúde pode disponibilizar. E mais: Equipe Cabo De Guerra da Guarda Civil Metropolitana - Por onde andam?

GCMs habilitados na área da Saúde não é problema, pois temos excelentes profissionais. Peço sua ajuda! Classe Distinta Ribeiro Patrulheiro Marcio Ribeiro Ribeiro Ribeiro, se precisarem de orientação estou na IR/BR plantão Alpha. Fonte: Facebook.

Vamos aguardar então pelo próximo caso, até regularizar a situação?

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra