14 outubro 2015

Controladoria pede exoneração de funcionária "fantasma" da prefeitura - São Paulo

14/10/15 - Jornalista Patricia de Morais tinha cargo de assessora de imprensa na Secretaria Municipal da Segurança UrbanaA Controladoria Geral do Município de São Paulo (CGM) pediu a exoneração da jornalista Patrícia de Morais Vieira depois de receber denúncias de que ela nunca foi ao trabalho. Patrícia foi nomeada no dia 24 de setembro deste ano para o cargo de assistente técnica 2, com remuneração de 3 000 reais para exercer funções de assessora de imprensa na Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU), pasta sob o comando de Ítalo Miranda Júnior, indicado ao cargo pelo PMDB municipal. Veja também: Bacci e o rabo preso com a mentira e complacência
A CGM solicitou ainda instauração de um procedimento administrativo para requerer que os valores pagos à jornalista sejam devolvidos. À reportagem Patrícia negou que tenha se ausentado e disse que seu trabalho na pasta era fora do prédio da secretaria, produzindo vídeos sobre segurança que futuramente serão divulgados em um canal no YouTube.
A jornalista Patrícia Morais: exonerada da prefeitura (Foto: Divulgação)

Ela afirmou ainda que começou o trabalho só na última semana e que não está sabendo de nenhuma investigação.
A prefeitura esclareceu, no entanto, que todos os funcionários devem assinar lista de presença e, caso façam algum tipo de trabalho externo, a atuação diferenciada deve constar em uma justificativa formal.
A apuração teve início depois de alguns funcionários da secretaria, frustrados com a situação, terem feitos denúncias à CGM. A reportagem teve acesso a uma imagem da lista de presença do setor em que Patrícia trabalhava, sem as assinaturas. A Controladoria recebeu ao menos três reclamações formais sobre o caso.
Perfil - De acordo com seu site pessoal, Patrícia atua como apresentadora de TV, jornalista e cantora. Na página, são compartilhados vídeos de suas entrevistas, uma delas com o vice-presidente Michel Temer (PMDB), que também aparece em uma foto em seu página pessoal no Facebook.
Prefeitura de São Paulo - A Controladoria Geral do Município (CGM) orientou o secretário Ítalo Miranda Junior a pedir a demissão da servidora Patrícia por ausência ao trabalho. A CGM solicitou ainda a instauração de procedimento administrativo para apurar eventuais valores pagos e requerer sua devolução. Fonte: Veja Abril

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.