22 outubro 2015

Confusão entre as polícias paulistas segue dando 'novidades'

22/10/15 - Por Dennis Guerra: O caso das polícias paulistas segue dando novidades. Agora foi a vez do Deputado Federal Capitão Augusto entrar na jogada encaminhando um documento ao Secretário de Segurança Pública Alexandre de Moraes, solicitando apuração de denúncia anônima contra o Delegado Raphael Zanon. O Deputado Estadual Olim, que esteve presente no dia da confusão fala sobre o caso na Assembléia Legislativa. Veja também: Confusão entre as polícias paulistas acirra o debate sobre Ciclo Completo de PolíciaVeja abaixo:

Deputado Federal Capitão Augusto pede para Secretário de Segurança Pública de SP investigar suposta prática de tortura praticada pelo delegado Raphael Zanon

O Deputado Capitão Augusto enviou Ofício para o Secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo solicitando apurações de suposto crime de tortura praticado pelo Delegado de Polícia Raphael Zanon. Delgado Raphael Zanon após receber ocorrência de roubo conduzida pelo sargento Otaga da PMESP, além de prender o ladrão também prendeu o sargento, segundo o delegado, pela prática de tortura apoiado nas declarações do ladrão preso. Fonte: PolicialBR


Veja o vídeo. Fonte: TV Folha



Deputado Estadual Olim. Fonte/vídeo: Whatsapp



Do portal da Defensoria Pública de SP
O Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos da Defensoria Pública de SP vem manifestar apoio à atitude independente e de estrito cumprimento das normas legais e constitucionais vigentes do Delegado da Polícia Civil Raphael Zanon, do 103º DP- Capital, na apuração de episódios de tortura que teriam ocorrido durante a abordagem e prisão de um suspeito nesta quarta-feira (21/10/2015).
Este Núcleo repudia a naturalização do uso exacerbado da força e da tortura e entende que todas as instituições responsáveis pela apuração desses casos precisam atuar com independência e convictas de que não deve haver qualquer tipo de imunidade a agentes públicos. O combate e a prevenção à tortura são condições para o fortalecimento do Estado Democrático de Direito.
As informações são do portal da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

Resultado do laudo médico: NEGATIVO, ou seja o assaltante NÃO FOI TORTURADO. Postagem do sargento Galesco. O Delegado recusou-se a receber a documentação do GPS da viatura entregue pelo Coronel Hernandes que inocentava o Sargento" - Postagem do Coronel Telhada. O assaltante NÃO foi levado para nenhuma "quebrada" para ser torturado, a documentação do GPS provou isso. Curtam Irmãos De Armas - Facebook


  
Compartilhe pelo seu Whatsapp e colabore conosco (Clique AQUI)
image

O Cão De Guarda Notícias

Autor e Editor

Dennis Guerra Contato Whatsapp 11 95580-1702

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Postar um comentário

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

biz.