Uma organização eficiente busca por equilibrar as suas forças reativas e proativas

02/05/15 - Por Dennis Guerra: Certo dia, em uma aula de administração, foi comentado pelo professor que existem dois tipos de pessoas nas organizações: reativas e proativas. No primeiro caso, são aquelas avessas às mudanças. Não que isso seja um mal - devendo-se analisar o contexto específico ao qual se encontram e às possíveis mudanças no 

VEJA TAMBÉM: APÓS EVITAR SUICÍDIO, GUARDAS CIVIS DE SÃO PAULO SÃO DESTAQUE EM JORNAL DE GRANDE CIRCULAÇÃO


cenário referente. Mas, resumidamente, as pessoas com perfil reativo são terminantemente contrárias à mudanças bruscas, o que poderia ser a causa de choques de cultura em uma organização.

Por outro lado, temos as pessoas do tipo proativas. Essas são as que se orientam por mudanças de atitude e comportamento. Ao se depararem com determinada situação problemática, criam novas formas de minimizar os seus danos à organização, além da constância em apresentar novas ideias e conceitos.

Uma organização eficiente busca por equilibrar as suas forças reativas e proativas, de modo a alcançar resultados ainda mais eficazes.





Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra