27 janeiro 2015

Um dia iremos pagar por nossos pecados - e pelos dos outros também!

27/01/15 - Por Dennis Guerra: Hoje, durante uma discussão sobre Segurança Pública, ouvi a seguinte frase: "... no Brasil, as coisas são feitas para dar errado...". Concordo em partes com a afirmação. Primeiro, devemos considerar outra opinião mais abrangente: O Brasil não foi descoberto, ele foi inventado! (não me recordo o autor). As forças de segurança pública do país não são nada mais do que um reflexo de nossa sociedade. Temos aí situações e problemas equivalentes - dentro da proporcionalidade. Mas algo que me chama a atenção é o quanto

VEJA TAMBÉM: Doce Vingança - O vigor da Lei



os seus agentes são direcionados às discussões sobre Direitos Humanos e, na contra-mão dessa filosofia, tem os seus próprios direitos aviltados.

Como se discutir tecnologias eficazes de combate ao crime se, dentro de suas acomodações, o que vivem é o sucateamento de boa parte de seus equipamentos?

VEJA AINDA: Doação de Sangue - Policiais militares atingidos covardemente por assaltantes com tiros de fuzil precisam de nosso auxílio

Se o agente, no estrito cumprimento do seu dever, esbarra em posicionamentos hipócritas e desabastecidos de informações necessárias ou, pior, informações utilizadas de forma covarde e vil - por parte dos gestores, governo, parte da sociedade e mídia?

Entenda: se falamos de políticas sérias de segurança para o cidadão (incluído você e eu) não podemos tratar o tema em toda a sua abrangência sem considerar:
  • O Ciclo Completo de Polícia;
  • Uma legislação realmente eficaz;
  • Desmembramento das ações policiais de conceitos passageiros de segurança, ou seja, evitando-se a descontinuidade;
  • Investimentos sérios e busca por resultados. Considere como investimentos salários decentes;
  • Aprimoramento técnico de seus agentes - não só aqueles que estão na ponta, como também daqueles que estão nos cargos de tomadas de decisão...

Veja: aqui temos uma análise extremamente sucinta. O assunto vai muito mais além dessa simples opinião. Mas, se a afirmação que fica martelando é se no Brasil as coisas são feitas para dar errado, ela deveria ter um complemento: Se foi, quem ganha com isso? Com certeza não é a sociedade, que perde e nem percebe!

E se foi inventado, qual seria a função dessa máquina maravilhosa?

É parceiro, um dia iremos pagar por nossos pecados - e pelos dos outros também!






O Cão de Guarda Notícias é um site focado no desenvolvimento profissional e pessoal, utilizando,  como ponto forte, a divulgação de informações aos profissionais de segurança e demais pessoas da sociedade interessadas no assunto. 

Apoiado por colaboradores de larga vivência nas áreas de segurança do cidadão e gestão do conhecimento,  esta equipe conta com profissionais especializados e idealistas. Com a crescente especialização dos blog's de notícias, passamos a colaborar com os tomadores de decisão a rever suas posições e adotar novos conceitos. Também defendemos soluções economicamente viáveis e políticas públicas socialmente justas, que ofereçam esperança para esta e para as futuras gerações.

Nós acreditamos que a mudança de atitudes individuais pode fazer uma grande diferença para o futuro da sociedade. Juntos, nós podemos enfrentar os problemas e promover soluções. Nós incentivamos todos aqueles que se preocupam com o futuro a fazer o mesmo: a agir. Conectando pessoas que têm os mesmos valores ao redor do mundo, o poder de mudança torna-se global.



0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.