Sottili permanece na Secretaria de Direitos Humanos de SP: 'Suplicy agrega'

23/01/15 - São Paulo – Um telefonema dado às 21h30 de ontem (21) ao prefeito Fernando Haddad (PT) selou a permanência de Rogério Sottili na Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo. O atual titular passará a ser secretário-adjunto, com a chegada do senador Eduardo Suplicy. A posse está prevista para 2 de fevereiro.

Atual titular da pasta decidiu ficar e garante que todos os programas serão mantidos. Para ele, agenda do setor poderá ter mais visibilidade com a presença do senador
Sottili estava inclinado a sair – recebeu sinalizações do governo federal, onde estava antes de vir para São Paulo (foi secretário-executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República e da Secretaria de Direitos Humanos) –, mas teve também muitos pedidos para continuar, em reconhecimento pelo trabalho. "Eu estava trabalhando com outra perspectiva. O prefeito voltou a falar comigo ontem, o Suplicy também me procurou, disse que vamos ser dois secretários", conta. "Vou trabalhar para que dê certo."
Nas avaliações internas do partido, se decidiu que a área de direitos humanos era o espaço mais adequado para Suplicy, que deixará o Senado após três mandatos, ou 24 anos. Ele perdeu a eleição no ano passado para o candidato do PSDB, José Serra.
Todos os programas da pasta permanecem, afirma Sottili. "Primeiro, porque são pactuados com o prefeito. E depois, porque o Suplicy disse que vamos trabalhar juntos. Foi uma sinalização muito positiva. O Suplicy agrega muito. Além de sua história, de sua dedicação – é muito presente em todas as lutas –, ele é um símbolo. Isso ajuda em uma agenda que precisa ser amplificada cada vez mais." Ele avalia que antes de tomar posse, dois anos atrás, a agenda dos direitos humanos encontrava-se "diluída, frágil".
O secretário entende que, por meio de ações como a ocupação das ruas e um diálogo permanente com os movimentos, além de políticas públicas voltadas aos setores mais vulneráveis, foi possível implementá-la. "O grande ganho político da nossa agenda é que a gente conseguiu amplificar o entendimento sobre direitos humanos", diz Sottili, que terá na tarde de hoje uma reunião com toda a equipe.
E ele acredita que a presença do novo secretário poderá dar mais visibilidade às ações da secretaria. "Eu encontrei no Suplicy uma tremenda disposição de trabalhar junto. Ele está muito empolgado. É fundamental a gente dar continuidade."
Fonte: RBA

Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra