2010 / 2017

"Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada"
Edmund Burke

"O Cão De Guarda Notícias era uma janela para o mundo que esteve aberta entre os anos de 2010 a 2017, deixando agora um vazio enorme em meu coração" Por Dennis Guerra

21 janeiro 2015

Estou tentando me adaptar... novamente! (Atualizado)

21/01/15 - Por Dennis Guerra: (Original em 17/01/15) A razão pela qual escrevo este texto hoje é pela indignação a caso ocorrido comigo, assim como ocorre a tantos outros. É um daqueles momentos que, se você fosse um jogador de futebol e pudesse se valer de lei específica, colocaria o seu passe à venda - não pela busca de rendimentos, mas por respeito. Respeito pelo o que você é, pelo que você faz e pelo que lhe deveria ser dado como condições. Eu gostaria de ter condições de me empenhar mais, de me sacrificar  


mais, de investir mais em minha profissão. Porém, também tenho que considerar outros fatores, que para alguns não são foco essencial (mas para mim, sim). Este foco é a minha família.

"Uma das piores coisas que um governo pode fazer é vistas grossas ao assédio moral. Este comportamento governamental mina a confiança daqueles que se dedicam, e logo, cobram condições. O corrupto, o sujo, aquele servidor que envergonha qualquer categoria, quer sim passar despercebido, então se sujeita às falhas para continuar a peculatar. Já nós, os servidores de bem, precisamos abrir a Boca para rechaçar incompetências administrativas ou desmandos. Porém a indiferença dos administradores públicos ao assédio moral, aliada a generalizada incompetência gerencial e aos autoritarismos de uma meia dúzia, fazem com que os bons procurem meios para sair (a perda de valores) que os péssimos continuem a se dar bem, e que o cidadão tenha cada vez menos qualidade". Por Maurício Villar - Fonte: Facebook

VEJA AINDA: Bico - Uma realidade que me persegue!

Não faço qualquer serviço extra (não mais). Não me sacrifico em qualquer possibilidade além daquilo que me é oferecido pelo bom senso. Todavia, devo restringir a minha família e a mim certas situações limites, considerando o meu salário liberto de tais extras. 




Vergonhoso para mim? Não. Não sinto vergonha por compartilhar essa informação com você. Sinto vergonha por me sentir obrigado a isso! Talvez se, ao invés de investir em equipamentos como câmeras, coletes e comunicadores para situações específicas... se eu não tivesse comprado um celular! 




Também acredito - plenamente - que você não deva (por imposição, e sim por desejo) investir porcentagem qualquer que seja do seu salário em aprimoramento, vestuário, manutenção de frota. Claro que aí existiria uma questão ética: se você utilizasse a máquina pública para angariar favorecimentos pessoais - como um simples desconto na padaria - teria mesmo é que comprar tudo isso e um pouco mais. Mas isso é apenas uma questão hipotética...

Por que escrevo isso? Porque não sou o único que sente-se constrangido. Sou mais um e, como um colega me disse: As coisas permanecem iguais. Nós é que devemos nos adaptar.

E se existe uma verdade em tudo isso é que você não é o culpado, parceiro. Qualquer alegação de que você traz prejuízos à sua organização atropela o pressuposto de obrigatoriedade dela para com você.

E MAIS: 

Uma das coisas mais humilhantes que pode acontecer a um homem é ter cerceado o seu direito ao trabalho - dentro das condições oferecidas a ele. Isso é ainda pior se baseado em opiniões pessoais. Nisso, consideramos a compreensão igualitária - se fizeres para um, faça por todos. 

Se eu fosse jogador de futebol, colocaria o meu passe à venda - se valesse algo. Como não, estou tentando me adaptar, me equilibrando a cada passo para manter a sanidade... novamente.

Levantando da cadeira

"Não aceito ser colocado no mesmo bojo de pessoas que nunca se entregaram de corpo e alma pelo serviço. Não sei se certo ou errado, mas eu fiz para mais! Aqui não sou eu que lhe deve, pelo menos não da maneira como imposta a mim nesse momento. Pelo contrário: você é que me deve... pelas câmeras que comprei e de forma direta ou indireta, você se utilizou. Pelo apoio que dei a colegas que, para trabalhar, ajudei na aquisição deste ou aquele material. Se hoje eu não tenho dinheiro para comprar, é porque realmente não posso fazê-lo. Nunca pedi reconhecimento pelo meu trabalho fora daqui, principalmente em minhas horas de folga, mas também não aceito e nunca aceitarei ser menosprezado por opiniões pessoais e equivocadas daqueles que não gostam de mim - e não pedi amizade de ninguém. Mas, se ocorrem inimizades, são elas que me procuram por vislumbres que fogem à minha razão. Hoje percebo o quanto contribuí para esse momento. Desejo apenas exercer aquilo que me cabe. Hoje tenho uma certeza: não me sinto mais parte disso tudo"! Por Dennis Guerra 






O Cão de Guarda Notícias é um site focado no desenvolvimento profissional e pessoal, utilizando,  como ponto forte, a divulgação de informações aos profissionais de segurança e demais pessoas da sociedade interessadas no assunto.

Apoiado por colaboradores de larga vivência nas áreas de segurança do cidadão e gestão do conhecimento,  esta equipe conta com profissionais especializados e idealistas. Com a crescente especialização dos blog's de notícias, passamos a colaborar com os tomadores de decisão a rever suas posições e adotar novos conceitos. Também defendemos soluções economicamente viáveis e políticas públicas socialmente justas, que ofereçam esperança para esta e para as futuras gerações.

Nós acreditamos que a mudança de atitudes individuais pode fazer uma grande diferença para o futuro da sociedade. Juntos, nós podemos enfrentar os problemas e promover soluções. Nós incentivamos todos aqueles que se preocupam com o futuro a fazer o mesmo: a agir. Conectando pessoas que têm os mesmos valores ao redor do mundo, o poder de mudança torna-se global.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

Tecnologia do Blogger.