15 dezembro 2014

Guarda municipal morre depois de ser agredido a pedradas dentro da Prefeitura - RJ

15/12/14 - O guarda municipal Djalma Rodrigues de Almeida, de 50 anos, morreu no último domingo após uma semana em coma. Lotado na 10ª Inspetoria da Guarda Municipal, Djalma fazia uma ronda no Centro Administrativo São Sebastião (CASS), da Prefeitura, no dia 7 de dezembro, quando foi agredido com pedradas por um homem ainda não 




identificado. As informações chegaram por meio doWhatsApp do Extra (99809-9952 ou 99644-1263).

De acordo com colegas de farda e com informações do Sindicato dos Servidores Públicos do Município (Sisep), Djalma estava no pátio da Secretaria de Ordem Pública, dentro do CASS, quando encontrou um jovem soltando pipa nas dependências do prédio e pediu para que o rapaz se retirasse. Momentos depois, ele foi encontrado por outro guarda municipal com ferimentos graves na cabeça.

Assista ao vídeo clicando AQUI

Djalma foi enterrado nesta segunda-feira, no cemitério de Campo Grande, na Zona Oeste. Procurada, a família preferiu não se pronunciar.


Nas redes sociais, Elso Teixeira dos Santos, guarda municipal agredido em junho por uma moradora de rua com cinco facadas, protestou contra o descaso da corporação com os funcionários. Visivelmente emocionado, Elso afirma estar indignado.

“Não consigo parar de chorar. Pensar que aproximadamente cinco meses atrás, eu poderia ter sido a vítima de um assassinato, quando fui covardemente esfaqueado. Não consigo deixar de pensar que perdemos um colega e não acredito que alguma coisa vá ser feita para que isso mude. Há cinco meses fui esfaqueado e nada foi feito. Absolutamente nada foi feito pela Prefeitura ou pelo comando da Guarda Municipal. Apesar de terem dito que estavam me dando todo apoio, nem mesmo os medicamentos que foram pagos por mim, os medicamentos que tive que utilizar, foi pagou ou reembolsado pela Guarda Municipal. Nosso amigo morreu no mesmo posto de serviço em que estou hoje”.


O caso é investigado pela 6ª Delegacia de Polícia como homicídio. Em nota, a Guarda Municipal lamentou a morte e informou que está prestando assistência à família de Djalma.
Confira a nota na íntegra:

A Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio) confirma o óbito do guarda Djalma Rodrigues de Almeida, de 50 anos, ocorrido neste domingo. O agente fora atingido com uma pedrada na cabeça por um homem que tentava invadir um prédio público na Cidade Nova, no domingo, dia 7, e estava internado desde então. A Guarda Municipal lamenta o ocorrido e está prestando toda a assistência necessária à família do agente. O caso foi registrado na 6ª DP, e a corporação está colaborando com as investigações da Polícia.

Fonte: Extra



0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.