Vereador Conte Lopes parabeniza o guarda civil - que salvou a vida de um policial militar - ao matar um criminoso no centro de São Paulo


01/11/14 - Por Conte Lopes: Bandidos seguiram um PM e tentam assaltá-lo na entrada da garagem da Câmara Municipal de São Paulo. O Guarda Municipal de serviço deu voz de prisão e o bandido atirou; de imediato o GCM revidou 


e atingiu o criminoso que foi ferido gravemente. O GCM saiu ileso. Encaminhado por Eliel NunesFonte: Roberval Conte Lopes - Facebook





Nota do Editor OCDGN - Acima vimos como a notícia é passada por quem conhece a temática Segurança Pública. Abaixo, vemos a nota que saiu em um periódico logo após a ocorrência. Repare no título, que remete a ação criminosa ao próprio policial:





No mundo policial, chamamos quem não gosta de trabalhar de mão cansada, braço curto e até mesmo, de moita.


Para a área jornalística, aquele que não se dá ao trabalho de buscar mais informações sobre o ocorrido também poderia ser chamado assim. Todavia, temos aí duas questões: a linha de entendimento de cada profissional (valores) que o levam a crer, e pior, fazer juízo de valor ao considerar o próprio agente o criminoso na referida ação. Segundo: de repente, o profissional até tentou buscar as informações, mas não encontrou um setor específico que lhe acolhesse.  Fonte/imagem: OCDGN - WhatsApp 

Eu acredito na primeira hipótese, afinal, a imagem do criminoso ao solo com uma pistola ao seu lado ficou nítida. Fonte/imagem: Coronel Telhada - Facebook





























Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra