2010 / 2017

"Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada"
Edmund Burke

"O Cão De Guarda Notícias era uma janela para o mundo que esteve aberta entre os anos de 2010 a 2017, deixando agora um vazio enorme em meu coração" Por Dennis Guerra

01 outubro 2014

Prefeito Fernando Haddad em visita ao CFSU - Atividade Complementar e Reestruturação GCM/SP

01/10/14 Nas Ruas - Dennis Guerra: Na manhã desta quarta (01) o Prefeito Fernando Haddad esteve em visita ao Centro de Formação em Segurança Urbana. Na ocasião, acompanhado do Secretário Municipal em Segurança  



Urbana, Roberto Porto, o Secretário Municipal de Educação, César Callegari, do Comandante Geral da Guarda Civil Metropolitana, Inspetor  Gilson Menezes e Subcomandante, Inspetor Vanderlei Bento Barbosa, o Prefeito falou sobre a Atividade Complementar e Reestruturação.

Prefeitura de SP contratará mais mil GCMs até dezembro,atuação prinicipal será no trânsito e no comércio irregular


Também estiveram presentes o Vereador Ari Friedenbach e diversos comandantes operacionais da GCM/SP, além do próprio Coordenador CFSU Luís Geraldo e representantes do Sindguardas-SP. Assista ao vídeo abaixo sobre o evento:







Vereador Ari Friedenbach, Secretário SMSU Roberto Porto, Subcomandante Vanderlei Barbosa, Comandante Gilson Menezes e Coordenador CFSU Luís Geraldo  

 Prefeito Fernando Haddad e autoridades visitam as dependências do CFSU  































Haddad propõe responsabilidade compartilhada na gestão da segurança pública

O prefeito Fernando Haddad propôs nesta quarta-feira (1º) responsabilidade compartilhada pelos entes federativos na gestão da segurança pública. Baseado no modelo utilizado durante a Copa do Mundo, Haddad defende ações de segurança que integrem governos municipal, estadual e federal.

“A experiência da Copa foi muito exitosa. As três esferas de governo trabalharam em uma única mesa, em uma ação coordenada que funcionou muito bem. Os prefeitos têm que ter mais autoridade em relação à segurança pública, porque quem conhece o território é o prefeito. Podem contribuir no mínimo no planejamento das ações e na distribuição do efetivo no território, em uma responsabilidade compartilhada”, afirmou Haddad, em coletiva de imprensa realizada após a sanção do projeto de lei que institui a atividade complementar para os guardas civis, em modelo semelhante à Operação Delegada, realizada em parceria com a Polícia Militar.

A atividade complementar dos guardas será voluntária e remunerada, sendo exercida pelos guardas fora do horário de trabalho. Tanto as ações da Operação Delegada quanto a atividade complementar serão comandadas pela Secretaria de Segurança Urbana. Os membros da GCM que aderirem ao programa trabalharão principalmente na proteção às escolas em áreas periféricas e em ações contra o comércio ambulante irregular, principalmente na região central.

“Já estão abertas as inscrições e já há guardas que se dispuseram a participar. É uma segurança essencial para a garantia de direitos sociais, como é caso de ações nos postos de saúde e nas escolas municipais. É uma assistência sobretudo para postos mais remotos, em que os profissionais de saúde e educação têm mais dificuldade”, disse Haddad.

Os GCMs voluntários poderão trabalhar até oito horas diárias, fora do horário de expediente, por até dez dias, totalizando 80 horas por mês. A remuneração é de R$ 20 por hora, podendo somar até R$ 160 por dia de trabalho. Inicialmente serão oferecidas 1.500 vagas, para as quais já há 1.200 inscritos.

Segundo a Secretaria de Segurança Urbana, os guardas vão atuar inicialmente em 200 escolas da rede municipal. Estão sendo mapeadas áreas com maior incidência de ocorrências, e a região de São Miguel Paulista, na zona leste, deverá ser uma das primeiras a receber o serviço. “A presença de um homem ou de uma mulher preparados para o trabalho de segurança e de conexão com as forças da Polícia Militar é uma resposta a uma das maiores reivindicações da comunidade escolar paulistana”, afirmou o secretário César Callegari (Educação). A Secretaria da Educação contribuirá com 50 viaturas para ronda nos arredores das escolas, prevista para começar no início do próximo ano letivo.

“Temos hoje o efetivo de 6.000 guardas e vamos contratar mais mil guardas. Além disso, com a atividade complementar, temos já garantidos mais 400 guardas nas ruas por dia. Esta atividade, além de bem remunerada, traz segurança para o guarda, porque ele vai estar em atividade normal, respaldado pela GCM, com seus equipamentos de trabalho”, disse o secretário Roberto Porto (Segurança Urbana).

A instituição da atividade complementar integra um plano de valorização da Guarda Civil Municipal, que inclui ainda renovação da frota, compra de novos uniformes e equipamentos, reforma das inspetorias e melhoria salarial.

Nesta quarta-feira, Haddad também sancionou a lei 286/14, que estabelece reajuste salarial dos guardas civis metropolitanos de 5% a partir de maio de 2014 e de 10,23% em maio de 2016. A lei também determina a elevação do piso da categoria para R$ 1.449 em maio de 2014, R$ 1.521,45 em 1º de janeiro de 2015 e R$ 1.656,00 em 1º de maio de 2016.

Veja aqui os projetos de lei sancionados. De Secretaria Executiva de Comunicação





4 comentários:

  1. Guerra, meu irmão parabéns pelo trabalho e dedicação a nossa querida instituição.
    Gostei muito da matéria.

    ResponderExcluir
  2. Espero estar vivendo e vendo novos horizontes para nossa honrosa instituição!


    Parabéns pela iniciativa e nos manter informados.

    Abs.

    ResponderExcluir
  3. Pelo que li,sobre o DEAC, ficará somente um GCM(F) nos pontos de maior ocorrencia...seja escolas, postos de saúde....a diária será 20 reais, porém não terá direito nem a vale refeição...vejamos, o peão gastará no mínimo de 10 à 12 reais pra almoçar...então só levará 8 reais por dia, mas se o cabra pagar condução e se for só 2 ida e volta, gastará 6 reais, aí levará 2 reais por dia o que em 8 plantões dá 16 reais ao mês, mas se o infeliz pegar 4 conduções, 2 pra ir e 2 pra voltar, mais almoço, de 10 ou 12 reais, gastará no mínimo..hum...12 de condução mais 10 de almoço, 22 reais, e se o almoço for uns 12 reais se der sorte, gastará 24 reais, aí se o infeliz quizer tomar um refrigerante pra acompanhar o rango, lá se vai mais uns 2 reais..ou seja gastará 26 reais por dia, a PMSP vai pagar 20, o peão vai ter que por de 2 a 6 reais de seu bolso gastando de 18 à 48 reias por mês pra arriscar ainda mais sua vida nos dias de folga nas periferias onde há mais indice de ocorrencia, e o pior, sem nenhum seguro de vida pra sua família....é isso mesmo que entendi! ou sou muito pessimista!

    ResponderExcluir
  4. Antes pingar do que secar na atual conjuntura da Gcm todo aumento é bem vindo,agora uma duvida na reestruturação os readaptados passarão pelo ingresso como passaram no curso para cd se não qual a diferença do acesso através do concurso para reestruturação,se os readaptados forem submetidos ao ingresso via DSS não acessarão pois qualquer lado de readaptado da o GCM com inapto pergunto porque sou um GCM que passou no concurso fez o curso e as divisas estão na justiça.

    ResponderExcluir

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

Tecnologia do Blogger.