30 outubro 2014

Após assassinato de Guarda Civil, familiares, amigos e colegas se despedem do Guerreiro - Zona Norte de São Paulo

30/10/14 - Entenda o caso: Guarda civil é assassinado após 'saidinha de banco' na Zona Norte de São Paulo - Família atende último desejo (Atualizado) em 29/10/14 - Por Dennis Guerra: Segundo as primeiras informações via OCDGN - WhatsApp, o guarda civil Adriano Barbosa foi   



assassinado durante uma modalidade de crime vulgarmente conhecida por saidinha de banco - Roubo. O caso ocorreu no início desta noite. O GCM, que prestava serviços à sociedade na Inspetoria Regional Vila Maria/Guilherme, foi alvejado com um tiro no pescoço e socorrido ao hospital da região do Jaçanã, não resistindo. Equipes da Inspetoria Regional Jaçanã/Tremembé estão no apoio dos familiares. O GCM Barbosa era irmão de outro integrante da Guarda Civil Metropolitana - da Inspetoria de Operações Especiais - IOPE.

O último desejo do GCM Barbosa era que os seus órgãos fossem doados, providências essas que estão sendo tomadas pela família. Esta postagem será atualizada em breve. Colaboraram para essa matéria Tati, Júnior Carvalho e equipe OCDGN - WhatsApp.

Atualização em 30/10/14 às 19:43 h

Por volta das 23:00h, OCDGN esteve no local. Alguns colegas estavam pelo necrotério do hospital - muito abalados - enquanto aguardavam novidades. Tivemos acesso à informações passadas pelo próprio Barbosa, via rede social, de que ele desconfiava estar sendo seguido naquele dia - segundo ele mesmo, por um veículo Captiva / cor preta - e, mesmo assim, viu a necessidade de sair de casa neste dia. Na saída do hospital, uma equipe de jornalismo da Band afirmou já ter passado pela delegacia e ter feito o contato com os familiares e amigos.

Na delegacia, tivemos contato com o irmão do GCM assassinado. Abalado, mas muito consciente, encontrava-se com o Inspetor Vitalle - Comandante da Inspetoria Regional Vila Maria/Guilherme, que permaneceu no local até a manhã de hoje - e outros colegas e amigos.

VEJA AINDA: 


Segundo as informações passadas, um dos suspeitos do crime - que já tinha várias passagens pela polícia - encontrava-se encarcerado. O delegado, que foi de extremo apoio à situação, verificava todas as informações pertinentes ao acusado. O outro suspeito, que encontra-se foragido, estaria com a arma do GCM e o dinheiro do assalto.


Ao que parece, durante uma saidinha de banco, o GCM que passava pelo local foi intervir para evitar o crime e foi covardemente atingido. Policiais da Força Tática receberam a informação via COPOM de um outro policial fora baleado. Chegando nas proximidades, detiveram o acusado. 

Fonte/imagem: WhatsApp






Despedida - A despedida final do GCM Adriano Barbosa ocorrerá nesta quarta. O velório está ocorrendo desde as 11:00h dessa manhã e o sepultamento ocorrerá à partir das 17:00h. Local: Cemitério do Tremembé - Avenida Maria Amália Lopes de Azevedo - Jardim Tremembé - Zona Norte de São Paulo.

Durante a atualização desta matéria, nenhuma equipe em viatura esteve em apoio fixo pelo cemitério.


A Cerimônia 

Por volta das 17:00h, cheguei ao Cemitério do Tremembé. No caminho, já na região do mesmo bairro, fui parado por uma equipe da Polícia Militar do Estado de São Paulo em um fiscalização de trânsito.





Como estava em cima do horário, fiz questão de prontamente me apresentar e informar que estava a caminho do enterro de um colega de profissão. Sem mais perguntas, o oficial me disse: Vá com Deus!

Chegando ao local, o cortejo já se iniciava - muita emoção dentre os presentes. Vários integrantes da Guarda Civil Metropolitana, uniformizados ou não. Familiares e amigos.


Relembre o caso do GCM Vanderlei






E MAIS: Atenção - Pedido de auxílio à famílias de guardas civis metropolitanos de São Paulo



No momento do sepultamento, o caixão foi carregado por integrantes da IOPE e Canil e o comando ficou a cargo do Inspetor Sanches, da Inspetoria de Operações Especiais.

Me afastei do local quando vi as filhas do GCM Barbosa sendo retiradas aos prantos, chamando pelo pai. Me limitei a registrar esta única foto ao lado, para preservar a intimidade da cerimônia. 



Percebi que ali, de forma discreta, um soldado da Força Tática, da Polícia Militar, acompanhava toda a cerimônia. Ao me aproximar, questionei se ele fazia parte da equipe que prendeu o suspeito pela morte. Ele respondeu que não da equipe da ocorrência, mas que pertencia ao mesmo batalhão. Agradeci por sua presença e apoio e ele me disse:

"Que é isso, irmão, não existe diferença na cor do uniforme. Estamos todos juntos." Soldado PM Martins


Hoje de madrugada, na Delegacia de Polícia, o GCM Henrique me disse: Irmão, escreve algo bacana no blog sobre o meu irmão. Ele era um guerreiro e merece algo legal.

Quando acessei a rede social Facebook nessa manhã, encontrei a frase perfeita, escrita pelo próprio Henrique. Depois disso, não é preciso dizer mais nada:

"Bom dia a todos. Hoje o céu esta em festa com a chegada de um Guerreiro. Aqui choramos a perda de um irmão de farda e eu, um irmão de sangue a quem amei e amo eternamente. Obrigado Senhor pelo tempo que o Senhor me concedeu como irmão chamado Adriano de Souza Barbosa. Descanse em paz meu amado irmão. Te Amamos, saudades". Ass. Pedro Henrique



NATAL DE LUTO

Do dia 20/12/2014, clamo a todos os familiares para nos manifestarmos em prol destes heróis que a cada dia vem sendo dizimados, mortos, presos injustamente pela terrível inversão de valores que os Estados abraçam por uma politicagem suja e mascaram. Será 5 dias antes do natal, usaremos touca de papai noel preta em sinal do luto por todos os agentes da segurança pública mortos ou debilitados durante todos esses anos. Muitas famílias são mutiladas pelo Estado, e mostraremos ao nosso Governador e aos nossos Deputados, que estamos juntos e exigimos mudanças já. Aguardei o momento após as Eleições, pois não admitimos 'papagaios de piratas' tentando se promover as custas das famílias massacradas. " Para que o mal prevaleça, basta que o bem se omita"





Este site apoia o NÃO COMPARTILHAMENTO DE IMAGENS
de policiais mortos em combate em respeito à sua memória!



0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.