06 setembro 2014

Segurança: vereadores discutem morte de ambulante em tiroteio com GCM (Atualizado com vídeo)

06/09/14 - Em 02/09/14, esta notícia foi publicada - e agora é atualizada com vídeo: DA REDAÇÃO - O caso do ambulante Edson Ferreira, morto no último domingo (31/8), durante uma apreensão de mercadoria feita pela GCM (Guarda Civil Metropolitana) no bairro de Santana, zona norte, foi debatido na manhã desta terça-feira (2/9) pela Comissão 



Extraordinária de Segurança Pública. vereador Reis (PT) criticou a maneira como a GCM lida com esse tipo de ocorrência. Para ele, as apreensões devem ser feitas pelos fiscais da subprefeitura, e à Guarda cabe somente dar apoio. Já Conte Lopes (PTB) acredita que a abordagem ao camelô foi feita de maneira correta. Para o petebista, existe atualmente no Brasil uma crise de autoridade. “Ninguém respeita mais o policial. Era muito mais simples esse lutador parar e aceitar a determinação da policia, como ocorre em países como Estados Unidos”, afirmou.

Entenda o caso - No último domingo, o vendedor ambulante Edson Ferreira foi abordado por vender água ilegalmente e morreu após uma suposta troca de tiros com os guardas. Ferreira, um ex-lutador profissional de boxe, teria entrado em luta corporal com os GCMs, tomado a arma de um dos agentes e atirado contra eles, que revidaram em seguida. O vendedor morreu no local.​ (02/09/2014 - 13h22)

Acima, vereadores e assessores durante a reunião da comissão. Foto: Luiz França / CMSP

Fonte: Portal da Câmara Municipal

Assista ao vídeo abaixo:




Veja agora a opinião de um policial renomado: O senhor Paulo Telhada, Coronel reformado da Polícia Militar de São Paulo e ex-vereador (Atual candidato a Deputado Estadual):


"Quero aqui hipotecar minha total solidariedade aos homens da Guarda Civil Metropolitana que infelizmente se envolveram numa ocorrência muito polêmica no último domingo quando um homem foi morto após ser abordado pela GCM e ter reagido a abordagem, atacado os GCM, roubado a arma de um dos guardas, atirado contra os dois GCM, até ser morto pelos mesmos. Conversei com o Inspetor Gilson Menezes, Comandante da GCM e fui informado do seguinte:


O cidadão vendia água mineral irregularmente próximo ao Anhembi, onde ocorria a Bienal do Livro, na Zona Norte da capital e foi abordado por três guardas que estavam ali de serviço, regularmente escalados, justamente para coibir esse tipo de ação. O infrator pegou o carro e fugiu. Na Rua Santa Eulália, em Santana, foi parado e abordado pela GCM. O homem era lutador de boxe e, entrou em luta corporal com um deles, conseguiu tomar o revólver de um dos guardas e disparou várias vezes, acertando dois GCM, o primeiro GCM foi atingido de raspão na têmpora e no peito e o segundo GCM foi atingido com um tiro transfixante no ombro.


Houve reação e o indivíduo levou seis tiros e morreu no local.


Os GCM foram socorridos ao Hospital Mandaqui e transferidos para o Hospital do Servidor Público Municipal, onde foram operados. Isso é muito triste pois nenhum policial quer um resultado desse, matar um cidadão, mas o próprio cidadão escolheu esse resultado ao reagir a ação legal dos GCM, agredí-los, arrebatar-lhe a arma e efetuar disparos contra os mesmos.

Infelizmente não havia outra opção, era matar ou morrer. Os GCM agiram dentro da lei e tem todo nosso apoio. Fico também triste e sentido pela família do cidadão que infelizmente cometeu esse ato de loucura e insensatez... A lei deve ser cumprida, doa a quem doer.

Nossas Forças de segurança devem ser preservadas e apoiadas pois é o único jeito de melhorar a segurança da nação.


Tolerância Zero, JÁ". 



Compartilhe pelo seu Whatsapp e colabore conosco (Clique AQUI)
image

O Cão De Guarda Notícias

Autor e Editor

Dennis Guerra Contato Whatsapp 11 95580-1702

3 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

  1. Esta Ai a Opinião de Quem entende do assunto.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns ao Vereador Telhada por ter se manifestado desta forma. Há um texto antigo que diz em partes que o Homem chega a ter vergonha de ser honesto. Estamos exatamente neste ponto. O cidadão que tem muitas formas de reclamar de excessos, ou questionar a ação, parte para o boxe, atinge dois guardas com tiros e ainda é martirizado. Esse é o mundo que vivemos, e em especial o país.

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de informar que o boxeador que titulam como "bonzinho e pai de família" já tinha passagens anteriores.
    O GCM GILBERTO,(MEU TIO) NA HORA DA ABORDAGEM LEVOU UM SOCO NO ROSTO,ONDE CAIU NO CHÃO QUEBROU OS DENTES E O MAXILAR E DESMAIOU.CAIDO NO CHÃO O BOXEADOR PEGOU A ARMA DELE E DEU 3 TIROS, SENDO 1 NO ROSTO QUE NÃO FOI DE RASPÃO,POIS A BALA AINDA ESTÁ LÁ E 2 NO ABDÔMEM QUE TAMBÉM PERMANECE COM AS BALAS APÓS TER FEITO CIRURGIA.
    O PARCEIRO VANDERLEI,AO VER O PARCEIRO CAIDO E LEVANDO TIROS REAGIU E TAMBÉM LEVOU 1 TIRO NO ABDÔMEN QUE PERFUROU O INTESTINO E VEIO A ÓBITO.
    E os gcms sendo um deles meu tio em nenhum momento foram ouvidos antes de serem julgados pela mídia.Está atualmente se recuperando e com sequêlas.
    DANIELA

    ResponderExcluir

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

biz.