27 agosto 2014

Com ciúmes, Federação Nacional de entidades de oficiais militares estaduais - FENEME entra com uma ADI no STF contra PL que regulamenta as GCMs

27/08/14 - Por Prezotto: Diante dos acontecimentos, assim como nós do Blog Amigos da Guarda Civil, vários blogs, sites e organizações soltaram notas de repúdio à atitude da FENEME (Federação Nacional de entidades de oficiais militares estaduais). Quem acompanha à anos este Blog sabe que não promovemos disputas entre as corporações, nasci em uma época que somente existiam dois lados: Polícia (toda a sociedade de bem) 

VEJA TAMBÉM:  O avanço das GMs e o contra-ataque das PMs (Quem ganha, quem perde? - Uma Opinião) Por Emir Laranjeira



x Meliantes (todo o submundo do crime), partindo dessa premissa creio que essa ADI não seja um reflexo da grande maioria de praças da Polícia Militar que vê a Guarda Civil com bons olhos e não como concorrência, afirmar também que todo oficial é contra as GCMs seria um "erro crasso", temos alguns que realmente são nossos aliados e ao longo de décadas tem ajudado e colaborado para o crescimento das Guardas Civis. 











Essa medida ADI parte de oficiais com mente retrograda e mesquinha que acham que o sistema policial Brasileiro é um feudo exclusivo, onde eles ditam as regras.

Esses que nos atacam, creio eu, nunca precisaram de um apoio da Guarda Civil ou foram atendidos por nossas viaturas, pois não tiram seus glúteos de dentro de suas pomposas salas, creio também que a maioria nunca tenha detido um marginal ou entrado em uma troca de tiros, conhecem o mundo de uma perspectiva acadêmica.


Eles adquiriram uma visão míope da segurança pública não sabem ou fingem que não sabem que as Guardas Civis são instituições ducentenárias e se confundem com a história da nação, não nascemos com a constituição de 1988, temos um longo histórico na defesa do cidadão.

A ADI combina ambição (s.f. Desejo desmedido pelo poder), arrogância (s.f. Atitude altaneira; altivez; orgulho; insolência) e inconsequência (s.f. Ausência de consequência. Ação de concluir sem que haja interferência de um raciocínio lógico) adiciona à disputa entre PMs e GCMs uma rivalidade criada por ego do alto oficialato.

No Brasil, assim como vários países do mundo, temos várias polícias e cada uma tem uma função definida em lei não cabendo essa disputa contra as Guardas.

Uma das principais rotinas de alguns grupos políticos é a eterna vitimização, como uma estratégia correlata à divisão e luta de classes entre a sociedade e porque não entre as corporações policiais.

A ideia é relativamente simples: quanto mais se dividir uma determinada sociedade em pequenos segmentos e organizá-los de forma política a reivindicar direitos exclusivos, maior a possibilidade de se combater os verdadeiros direitos aplicáveis uniformemente a todos através do princípio da isonomia. 

Se a sociedade é dividida de forma que todas as minorias em conjunto formem uma maioria numérica, chega-se a uma hegemonia política.

Qual o resultado até agora? Temos uma país com 50 mil assassinatos por ano e estão preocupados com nossa regulamentação ? Seria Cômico se não fosse Trágico .

Deveriam se preocupar com os milhares de Brasileiros mortos todos os dias na mão da vil marginália e também com grupos que pedem o fim de suas corporações militares.

A intolerância, alimentada por um discurso raivoso contra as Guardas Civis em nada vai contribuir para a tão almejada paz social, somos defensores do Estado Democrático de Direito e nada mais democrático que a aprovação de nossa PL por parte de quase todos Deputados e Senadores os de oposição ou de situação, por entenderem que estariam regulamentando o que as Guardas Civis já fazem de fato por todo Brasil.

A lei suprema divide a segurança pública em órgãos e expõe a atividade que cada um deve desempenhar, para que todo o sistema funcione em harmonia e a sociedade tenha a segurança necessária para a vida em coletividade.

A minha opinião pessoal em relação as PMs não muda, não sou contra e tenho certeza que todas corporações podem coexistir com harmonia sem revanchismos.

Os mais antigos, aqueles que forjaram o nome da Guarda na defesa do cidadão, merecem o reconhecimento de nosso trabalho através deste PL que foi aprovado.

A história percorre caudalosa em seu caminho. Cabe definir qual margem do rio capturará sua força. Se os oficiais mesquinhos que a seca completamente antes de chegar a outro corpo d'água. Ou se à Guarda Civil unida com todas forças de segurança que a levará a outro rio, ao mar ou ao Oceano.


Autor : Prezotto 
Licenciado em Letras Por/Esp (Anhanguera) Extensão Universitária Prevenção ao uso indevido de drogas( Senad-Ufsc)



Reproduzido em: Blog do GCM Duarte

0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.