Soldado Bombeiro Militar é demitido por crítica no Facebook

25/07/14 - Há alguns anos que milito em prol da liberdade de expressão dos policiais e bombeiros militares. Não bastasse o Código Penal Militar que submete os PMs e BMs à condição de semicidadãos, as legislações administrativas das 

polícias e bombeiros muitas vezes são utilizadas para retaliar aquele que se expressa – é claro, em discordância a decisões e práticas institucionais. É o que mostra uma postagem do blog do Almança, divulgando um caso absurdo e desmotivador, onde um soldado do Bombeiro Militar do Espírito Santo foi demitido por criticar superiores no Facebook. Abaixo, a publicação que o soldado BM teria feito em seu perfil do Facebook:

Também segundo o Blog do Almança, segue a decisão do comando do Bombeiro Militar do Espírito Santo:
Publicação que decidiu pela punição do Bombeiro Militar. Imagem: Blog do Almança. Clique na imagem para ampliá-la
VEJA AINDA:

O próprio bombeiro reconheceu posteriormente que foi “movido pela emoção” e que acabou “por fazer uma publicação cujas palavras foram um tanto quanto exageradas”. Mas não foi suficiente: ainda hoje o ex-bombeiro continua excluído por “autorizar, promover ou tomar parte em qualquer manifestação coletiva, de caráter reivindicatório, de crítica ou de apoio a ato de superior, exceto nas demonstrações de boa e sã camaradagem” (risível!).
Casos assim precisam acabar. Organizações e militantes de Direitos Humanos precisam se ocupar com esse tema. Os Direitos e Garantias Fundamentais da Constituição devem valer também para os policiais e bombeiros militares.
Entenda todo o caso no blog do Almança.

Compartilhe:

Um comentário:

  1. ESTA E A CARA DA POLICIA MILITAR DO BRASIL:ARROGANTE,PREPOTENTE,AUTORITARI,USA TODO O QUE ARTIFICE OU IMORAL PARA MANTER O PODER A TODO CUSTO.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem-vindo! Faça o seu comentário com responsabilidade. Muito obrigado!

Por Dennis Guerra