12 julho 2014

Padre Júlio Lancellotti acusa agentes do Estado pelo fornecimento de drogas na região da Nova Luz

12/07/14 - Por Dennis Guerra: Durante abordagem realizada por GCMs da IOPE na região da Nova Luz  - vulgarmente conhecida por Cracolândia - à uma mulher que vinha sendo monitorada pelos agentes no local, o Padre Júlio Lancellotti - que liderava uma manifestação - tentou dissuadir a ação legal. Alegando primeiramente que os agentes estavam abordando 

VEJA TAMBÉM: E aí jogadores da Seleção Brasileira, satisfeitos com a profissão que abraçaram?

uma pessoa pelo simples fato de ser 'uma moradora de rua' e que entraria em contato com autoridades municipais.

VEJA AINDA:

Após a abordagem e constatação do flagrante de Tráfico de Entorpecentes, sendo localizado com M.A. 16 pedras de crack e R$ 1.175,00 Reais - Caso registrado na 2° Delegacia de Polícia – Bom Retiro pelos GCMs Michele, Tharssio e Merino. Detalhe: a mulher já tinha passagem pelo mesmo crime.

O padre ainda buscou outros meios de descaracterizar a ação legal, chegando até mesmo a afirmar que agentes públicos do Estado são os responsáveis pelo fornecimento de drogas na região. Saiba mais no vídeo abaixo:





Veja outras ocorrências do mesmo dia na região, repassadas por


Integrantes da Guarda Civil Metropolitana detém homem acusado de Tráfico de Entorpecentes

Após verificar a atitude suspeita, os integrantes da Inspetoria de Operações Especiais - IOPE - Classe Distinta Misael, Barbosa, Michael, Favela e Tadeu, detiveram R.S. com 160 pedras de crack e R$ 2.776,00 Reais em dinheiro trocado. Encaminhado à 77° Delegacia de Polícia, o acusado foi recolhido ao cárcere, onde a autoridade policial registrou o caso como Tráfico de Entorpecentes.

Guarda Civil localiza homem procurado pela Justiça

Em rondas pela região, a equipe de viatura IOPE composta pelo Classe Distinta Morais e os GCMs Jefferson Guerra, Bevenuto e Greick detiveram um homem que, após abordagem, teve os dados pessoais constatados como foragido da Justiça - com pena a ser cumprida até 2024 pelo Artigo 157 com Agravantes. Conduzido à delegacia, foi recolhido ao cárcere. 

Guarda Civil detém homem acusado de furto no centro de São Paulo

Em rondas pela região da Nova Luz, a equipe de viatura composta pelo o Classe Distinta Aldrim e os GCMs Assis, Freitas e Luciano detiveram um homem acusado de furtar uma bicicleta. Após a passagem das características pela vítima, o suspeito foi abordado na Avenida Rio Branco e o caso registrado na 77° Delegacia de Polícia como Furto Qualificado. 

Guarda Civil localiza homem acusado de furto - Ele ainda estava foragido da Justiça

Em 12/07/14, a equipe de viatura IOPE composta pelo Classe Distinta Vladimir e os GCMs Santos, Crispim e Macedo detiveram um homem acusado de praticar furto em um mercado da região da Nova Luz. Conduzido à 2° Delegacia de Polícia - Bom Retiro, foi constatado que tratava-se de foragido da Justiça. O homem foi recolhido ao cárcere.

Nota do Editor OCDGN:

Não costumo destacar comentários como esse abaixo, mas realmente me senti extremamente à vontade para fazê-lo neste momento. Obrigado Villar!

"Aparte o fato em si, quero parabenizar o GCM Guerra, não o Blogueiro Guerra. A frieza e o profissionalismo dele tem que ser alvo de matéria na formação aos GCM's. É exatamente essa atitude que eu entendo que nós, agentes das forças de segurança devemos ter diante de uma ocorrência com essa pitada de demagogia. Dennis M. Guerra, mas uma vez parabéns". Maurício Villar - Facebook




3 comentários:

  1. este padre não sabe nem quem deve defender , ta mais para politicagem mesmo, parabéns pela ação da GCM pela nova Luz não se deixem abater por pessoas como estas que não visam um bem maior.Abraço azul marinho.

    ResponderExcluir
  2. Padre vai rezar missa deixa a segurança publica com quem entende que e a GCM.

    ResponderExcluir
  3. Padre vai rezar missa deixa a segurança publica com quem entende que e a GCM.

    ResponderExcluir

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.