02 maio 2014

Prefeitura de SP quer criar "bico oficial" para GCMs

02/05/14 - Ideia é reverter a falta de interesse da PM em participar da Operação Delegada na periferia. A Prefeitura de São Paulo quer reverter a falta de interesse da Polícia Militar em participar da Operação Delegada em bairros da periferia, no período da noite, criando o "bico oficial" para agentes da GCM (Guarda Civil Metropolitana). 



O que nós tentamos no ano passado, inclusive com o apoio do governo do Estado, foi ampliar a operação para regiões periféricas no período da noite. Não tivemos inscrições por parte dos policiais militares e não posso obrigar um policial a se inscrever em um programa novo.

A Prefeitura irá encaminhar para a Câmara dos Vereadores um projeto que amplia a operação delegada para a GCM.

O Sindguardas-SP (Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos), que briga desde 2009 para que o "bico oficial" também seja feito pela GCM, é favorável ao projeto da prefeitura e não vê como "impeditivo" trabalhar à noite na periferia de São Paulo, como afirma Carlos Augusto Sousa Silva, presidente da entidade.

É uma reivindicação nossa desde que a Operação Delegada foi criada.

Hoje, segundo Silva, os guardas não recebem horas extras pelas folgas. A cidade cresceu e a GCM não. Os guardas são escalados durante as folgas, para trabalhar em eventos como a Virada Cultura, a Fórmula 1 e não recebem adicional no salário por isso.

A prefeitura faz uma espécie de banco de folgas com as horas extras dos guardas. O Sindguardas espera que a Prefeitura pague até R$ 1.900 por mês - um guarda ganha R$ 1.380 — pela Operação Delegada na GCM, mesmo valor pago aos PMs.


Convênio. O convênio entre a Prefeitura e o governo do Estado para dar continuidade à operação está sendo renovado e prorrogado por mais dois anos. O valor destinado à atividade será reduzido de R$ 8,2 milhões para R$ 6,2 milhões. O secretário municipal de Segurança Urbana, Roberto Teixeira Porto, o valor leva em conta a média da despesa efetivamente realizada com a operação. Embora disponha atualmente de 2.135 vagas, em março havia apenas 1.376 Pms inscritos no programa. A Polícia Miltiar disse que, quando começar a vigorar o novo convêncio, "a operação voltará a contar com o contigente adequado à nova realidade orçamentária". Fonte: Estadão


3 comentários:

  1. Trabalhar a noite em regiao periferica, sem armamento e condições apropriados, me parece uma furada,tanto que os policiais militares nao aderiram, nòs gcms ja trabalhamos demais de 13 a 15 horas diarias, merecemos reconhecimento,salario,uma carreira digna,condições minimas para realizar um servico melhor ainda para sociedade paulistana,nossa guarda esta ficando velha,muitos gcms indo embora(aposentando ou saindo pra outras atividades) e sempre os mesmos sendo desgastados nas operações mais desgastantes e famigeradas, sr prefeito queremos tempo para nossos pais,filhos,irmãos e amigos, estamos adoecendo,de stress,depressão e todo tipo de trauma psicologico,nunca perdemos tantos colegas,vitimados por doenças cardiopatias,canceres, derrames e outras mais, portanto sr prefeito precisamos de salario digno,pois nossa profissão é diferente das demais,saimos de casa sem a certeza da volta, somos sufocados por uma mídia canibal,sensacionalista. sr prefeito invista na guarda e no guarda que que a sigla do vosso partido é PT partido dos trabalhadores, e esses gcms sao trabalhadores e necessitam muito da sua sencibilidade e do seu lado humano. Grato pelo desabafo de apenas um trabalhador

    ResponderExcluir
  2. OS PM´S NÃO ACEITARAM PORQUE ERA PRA COMBATER O PANCADÃO, QUE GERALMENTE DÁ ZULU E É NAS PIORES QUEBRADAS. APENAS LEMBRANDO QUE UM GCM GANHA UM PISO DE $1.380,00 PARA TRABALHAR O MES INTEIRO, ENQUANTO A PREFEITURA PAGA $1.500,00 PARA O PM TRABALHAR 10 PLANTÕES DE 8 HORAS.

    ResponderExcluir
  3. Sr Prefeito e Sr Secretário e Sindicato , precisamos de um reajuste de salário e não um aumeanto de trabalho, já trabalhamos demasiado fazendo o que nos compete e o que compete a outros, precisamos de dignidade e reconhecimento , e não de restos da Polícia Militar,estamos todos sobrecarregados e nos falta o minimo de assistência , srs Gerentes desta Gloriosa Instituição , acordem e valorizem os bons profissionais que ainda têm , pois depois pode ser tarde, pois teremos a falência final desta mesma instituição.

    ResponderExcluir

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.