2010 / 2017

"Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada"
Edmund Burke

"O Cão De Guarda Notícias era uma janela para o mundo que esteve aberta entre os anos de 2010 a 2017, deixando agora um vazio enorme em meu coração" Por Dennis Guerra

07 abril 2014

Uma carta ao Fernando Haddad (Atualizado)

07/04/14 - Por Dennis Guerra: Hoje resolvi escrever uma carta. Apesar dela ser dirigida à uma pessoa específica, em momento algum o seu conteúdo é ou deverá ser considerado sigiloso. Pelo contrário, ele deverá ser compartilhado, retransmitido, multiplicado... uma, duas, três... cem vezes. O seu conteúdo deverá chegar ao seu colega, aos seus familiares, aos seus





amigos. Ele deverá chegar à missa de domingo, ao vendedor da feira... do mercado. Essa carta deve chegar às funcionárias e frequentadoras do salão de beleza, aos professores, funcionários e pais de alunos nas escolas.

Ele deverá chegar aos motoristas de ônibus, aos cobradores, aos passageiros. Essa carta deverá girar o mundo antes mesmo de chegar ao destinatário final. E é assim que deverá chegar, de forma indireta.

Uma carta ao Fernando Haddad

"Senhor Haddad, olá!

Primeiro, quero afirmar que não estou escrevendo esta carta em meu nome ou em nome de uma instituição. Afirmo que escrevo esta carta em nome de uma parcela da sociedade - aquela parcela que, por muitas vezes, assegura a integridade física, psicológica e de manutenção de direitos e deveres da outra parcela.

VEJA AINDA:


Noutro dia, eu conversava com o funcionário de uma empresa que presta serviços de sondagem de solo. Ele afirmou que tinha interesse em participar de concurso para ingressar na Guarda Civil Metropolitana. Ao mesmo tempo que tinha tal interesse, se perguntava se valia à pena, pois sabia que o salário era baixo - Em torno de R$ 1.380,00.

Fonte/imagem: AC - R7



Perguntei quanto ele recebia pelo serviço que prestava - R$1.200,00 Reais foi a resposta. E que fique bem claro: ele apenas faz os furos, o estudo é feito por outros. Aí teremos uma gama de profissionais envolvidos, mas que com certeza não recebem o mesmo que aquele funcionário. 

Em momento algum quero menosprezar a profissão ou o tipo de trabalho que ele faz. Apenas utilizar como referência para fazer um comparativo.

Como uma sociedade pode esperar que os agentes de uma determinada instituição policial possam realmente fazer aquilo que fazem de melhor, que é atender essa mesma sociedade, recebendo um salário inicial que se compara ao salário de um profissional que, basicamente, faz furos no chão?

Segundo uma pessoa me disse, um estagiário - nível médio - de um determinado banco recebe R$ 1.500,00 por meio período. Com nível superior, o salário vai para R$ 4.500,00 pela mesma jornada de trabalho.

E acredite, senhor Haddad, não precisam portar armas em horário de serviço - ou fora dele - e não são alvos diretos de ataques promovidos por marginais

Tudo bem, não seria o mais apropriado fazer essa comparação com segmentos que nada tem em relação à segurança do cidadão. Vamos utilizar como exemplo a Guarda Municipal de Jundiaí, onde o salário inicial gira em torno de R$ 3.243,58. 


R$ 3.243,58 em Jundiaí - R$ 1.380,00 em São Paulo?

Pessoas morreram recebendo R$ 1380,00

Não custa lembrar: vivemos na cidade mais rica do país. E esses profissionais não devem nunca se envergonhar do salário que recebem, pois o recebem com valor. A vergonha deve partir de quem paga isso a seus homens e mulheres.


E quando se fala em valorizar tais profissionais com aquilo que seria realmente o justo, não apenas pelo risco que correm ou pela complexidade de suas funções, mas por representarem o poder público municipal, ou seja, o próprio prefeito - como representatividade daqueles que o escolheram.


Fonte da imagem: Metro News (04/04/14) pág. 04



Conforme as discussões de valorização desses profissionais seguem, surge a fria figura do negociador. Quem é? Quem são? De onde vieram? Para onde vão? Estas são perguntas sobre as quais as respostas não interessam. Não conhecemos os técnicos que dizem coisas em seu nome. Conhecemos o senhor. Foi o senhor que se apresentou como prefeito. É do senhor que pedimos respostas.

Orçamento apertado não justifica o que ocorre nesse momento, nem mesmo a questão de quê o que acontece hoje é resultado de políticas passadas. Temos de nos apegar ao futuro. E o senhor deve ter coragem de encarar esse futuro de frente.

Ou o futuro vai cobrá-lo pelo passado..."


2 comentários:

  1. ainda acrescento os velórios que já fui, grandes amigos que perdi, outros que estão doentes, outros que se entregaram, outros que se mataram, mães e filhos que vi chorar, outros que não passaram fome , pois nos juntamos para ajudar, neste momento que escreve, estou em lagrimas, pois às recordações me assombram dia e noite, deixei várias vezes de acompanhar meus filhos, por amor a instituição que um dia tive orgulho de pertencer, hoje me resta a lembrança. RONALDO COSTA

    ResponderExcluir
  2. Ninguém nos vê como parte importante para a segurança do município. Uma prova disso é o descaso de mais um prefeito, que continua desviando nossas verbas para o estado. Se a verba paga aos Policiais Militares, fosse acrescida aos nossos salários, não teríamos tantos servidores insatisfeitos, doentes e se sentindo menosprezados. Pois, na verdade, já fazemos esse mesmo trabalho, apenas muda a cor da farda. Os direitos e deveres do policiamento é o mesmo para ambas as corporações. Só mesmo quem está dentro é que sabe das dificuldades que enfrentamos. Muitas vezes tiramos parte do nosso salário (que já não cobre nem nossas despesas), para cobrir gastos com VTR's, alguns trazem de casa materiais de limpeza ou fazem vaquinhas para comprar café, açúcar e etc. Sem contar que, quando o servidor fica afastado e tem que gastar com remédios, e parar de fazer seu bico, cabe aos seus colegas suprirem suas necessidades, como se fossemos uma única família. Pois somos nós que acabamos por colocar o que comer dentro da casa desse guerreiro..... Sabe, não entendo o porquê de tanta desunião na hora de lutar por melhorias. Principalmente do alto escalão, que NUNCA dá a cara a tapa. A não ser se tiver benefícios para sua classe. Se essa melhoria salarial não vier ainda esse ano, teremos cada vez menos companheiros para lutar pela causa. Já que, a cada dia o que mais temos é baixa e afastamento. Vamos fazer valer nossos direitos e mostrar que somos mães, pais, avós, somos homens e mulheres capazes de lutar para a melhoria de todos e pela corporação que escolhemos fazer parte. Não podemos mais ter vergonha de quem somos e do que fazemos. E sim orgulho!!! Eu tenho fé que um dia isso aconteça. Desculpe algum erro de digitação. Esse depoimento foi feito com muita s lágrimas, como o companheiro do outro comentário!

    ResponderExcluir

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

Tecnologia do Blogger.