2010 / 2017

"Para que o mal triunfe, basta que os bons não façam nada"
Edmund Burke

"O Cão De Guarda Notícias era uma janela para o mundo que esteve aberta entre os anos de 2010 a 2017, deixando agora um vazio enorme em meu coração" Por Dennis Guerra

11 abril 2014

Plano de Carreira - Uma carta a mim mesmo

11/04/14 - Por  Dennis Guerra: Outro dia escrevi uma carta para o senhor Fernando Haddad. Hoje, resolvi escrever uma carta a mim mesmo, como forma de nunca deixar cair no esquecimento aquilo que me é importante. E esta carta quero 

VEJA TAMBÉM: Uma carta ao Fernando Haddad (Atualizado)


compartilhar com você, caro leitor. Nela, transcrevo parte do meu entendimento sobre algo que ocorre nesse momento da minha carreira profissional. Fique certo que aqui não coloco a minha opinião sobre o que é certo ou errado, pois não acredito em verdades absolutas e sim na verdade de cada um.

VEJA AINDA: Sindguardas - SP promove plenária com os GCMs 2° Classe

Essa é a minha opinião, e até mesmo pela forma como exponho parte de minha vida, espero que você a respeite.

Uma carta a mim mesmo - Por Dennis Guerra

"
Quando você ingressou na sua atual profissão no ano de 2001, deparou-se com uma instituição que a muito se preparava para o futuro. Nela, você iniciou com grandes expectativas de desenvolvimento pessoal e profissional - que conseguiu em partes. 

No ano de 2004, lhe foi apresentado um plano de carreira. Conforme todo o processo se desenrolou, você se apressou em fazer a sua parte participando das discussões sobre o assunto. Após assinado, hoje em 2014, você se vê vivendo um novo dilema: Novo Plano de Carreira - Novas possibilidades ou nada?

Você se faz tal pergunta porque aquilo que lhe apresentaram parecia ser uma boa proposta - e segundo algumas opiniões, seria se os governos de então tivessem respeitado aquilo que foi proposto. Mas isso não ocorreu.

Se tivesse sido respeitado, provavelmente hoje você estaria ocupando o cargo de Classe Distinta da instituição da qual faz parte - mas não está. Continua a ocupar praticamente o mesmo cargo de 2004 - considerando ainda que conforme o prazo de três anos de probatório chegando ao fim, foi automaticamente elevado de 3° à 2° classe, fato que não ocorreu com tanta facilidade a outros. Além disso, teve o caso de tantos outros que sofreram com o mesmo desinteresse por parte da administração pública à época.

Mas você não teve outras chances que chegaram à surgir para outros. Você continuou naquele cargo. E agora que a administração pública sugere um Novo Plano de Carreira, o que ocorrerá com você?

Hoje, mesmo que ficasse comprovado que não existe um dano ao direito adquirido, como afirmado durante a Assembléia com as Entidades Representativas, pois juridicamente ele não existe nesse caso, o que pode ser considerado, em última análise, no máximo em uma situação imoral, por ter gerado expectativas que não se concretizaram - Ok, moralmente você está sendo prejudicado. Até aí, o plano lhe é indigno.

Mesmo assim você entende que o plano apresentado pelo governo tem as suas vantagens. A meritocracia - desde que tenha as regras bem claras e não mudem durante o jogo - seria vantajosa para a saúde institucional da corporação, ou seja, à médio-longo prazo ele parece ser uma interessante escolha.

Você não pode esquecer que um dia aposentado, essa mesma saúde institucional deverá ser ainda uma preocupação sua, pois dela dependerá o seu futuro fora da instituição.


Veja a análise abaixo feita durante uma conversa informal com Marcos Luiz Gonçalves / Diretor Abraguardas - um dos representantes de categoria que participam das reuniões sobre o projeto:


"... A proposta do governo é diferente de tudo o que tivemos. Proporciona o acesso sem que haja dependência de concurso público, que sempre foi o nosso problema. Ainda: as letras vem de forma automática. Para quem entra na GCM hoje, terá a certeza que em 07 anos será Classe Especial letra C. Isso é uma grande vantagem, pois se forem computados os percentuais obtidos pelo mesmo período, tem-se: 10% para 2° classe, 10 para 1°, mais 10 para cada letra. No final do período, terá cerca de 60% de ganho. Que carreira te oferece isso? Agora, na mudança de nível, tem-se como base a meritocracia, dependendo exclusivamente da pessoa..."

Ao que lhe parece, você que já estaria como Classe Distinta - 'tá aí a questão imoral, pois as suas expectativas não se concretizaram - chegando ao máximo nesse plano à Classe Especial. Então lhe pergunto: Você está preocupado com aquilo que acredita ser seu direito ou com a saúde institucional? Veja bem, tudo isso que escrevo só é válido se a saúde institucional for o objetivo principal.

O mesmo ocorre com a questão de nível universitário para o avanço na carreira. Somos da mesma opinião no que se refere que a questão acima deverá ser ponto primordial em uma instituição que quer ser reconhecida pelo o seu valor. E nisso, comprovar que uma grande parcela de seus integrantes o possuem é fundamental. Considerando, no mínimo, para tal correção, tempo de serviço e o mérito profissional - pois concordo que apenas o nível superior não comprova comprometimento com a função.

Ah, mas a instituição nunca me deu chances de fazer um curso superior! Não?! Ou você preferiu investir a maior parte de seu tempo em serviços extras? Bem, no seu caso sei que você não tem grandes bens materiais em decorrência da escolha de buscar o nível superior. Infelizmente, por questões pessoais (em grande parte, pelo trabalho realizado neste site) você não concluiu o curso. Tudo bem, sabemos que você não é o tipo de pessoa que coloca a culpa de suas escolhas no mundo. Então resolva isso o quanto antes!

Veja este trecho extraído do artigo do senhor Marcos Bazzana em Promoção exclusivamente por merecimento:

"... Exemplificando, se um GCM detentor do cargo de Classe Distinta, por meio da lei, agora, for promovido a Inspetor e, na seqüência, por critérios de “merecimento”, em menos de um ano seja promovido ao cargo de Inspetor Regional, e no outro ano, a Inspetor de Agrupamento, também “por merecimento”, e assim por diante, passará na frente de muitos que já eram Inspetores desde 2003, ou até dos atuais Inspetores Regionais que já estão no cargo há muito mais tempo. Isso pode ocorrer também entre Guardas Civis 2ª Classe, que podem passar à frente dos atuais detentores do cargo de Primeira Classe, por conta exclusiva de possuírem cursos universitários, pós graduações, bom comportamento etc..." Fonte: Os Municipais

Considerando que, principalmente no caso dos 2° Classe acima, o prejuízo (Imoral - se for assim) foi maior que nos outros casos, principalmente pela falta de chances e tempo transcorrido desde a implementação do atual plano, sim, você tem credibilidade para afirmar que o nível de escolaridade deve ser uma possibilidade para os atuais 2° Classe - para minimizar o prejuízo moral ocorrido e contribuir para uma instituição mais forte (Assim como para quaisquer outros cargos que a avaliação por escolaridade esteja valendo).

Mesmo porque ainda não concluiu o seu curso - então não é parte interessada na oportunidade desse momento.

Sabemos que você tem uma preocupação especial não com o cargo que irá ocupar, mas com qual qualidade vai exercer as suas funções. Isso passa não apenas por seu tempo de serviço, como também pelas qualificações que buscou e/ou busca.

Então, vá em frente e seja o melhor 2°, 1°, CE, CD... ou seja lá o cargo que ocupar!

"
Dennis Guerra: Brasileiro, 38 anos de idade, casado: Doze anos e meio na Guarda Civil Metropolitana; Onze anos na função de Motociclista; Cursos SENASP: Violência, Criminalidade e Prevenção; Técnicas e Tecnologias Não Letais para Uso Policial; Capacitação em Educação para o Trânsito; Aspectos Jurídicos da Abordagem Policial e Uso diferenciado da Força. Outros: Táticas Operacionais Defensivas - CFSU; Escolta e Batedor com Motocicletas - PRF; Pilotagem Segura com Motocicletas CET; Pilotagem Defensiva Honda Indaiatuba Curso de Educador - CFSU.

Em vias de finalizar curso de Gestão Específica



12 comentários:

  1. Atitude nobre a sua Guerra,mesmo com 13 anos e vitimado pela 13768, acredita na saúde da corporação e reconhece a antiguidade e o esforço de quem ralou por anos atras de uma graduação superior. Se forme meu querido e que um dia se transforme um ICR de nobre valor e com boas historias.Forte 73

    ResponderExcluir
  2. Guerra,

    Parabéns pelo seu trabalho, você dignifica todos os dias nossa Corporação, tem se tornado uma liderança natural, pense na organização.

    Muitas lendas são propagadas em nosso meio, as vezes parodia Raulzito, vi guardas mais novos lutarem e através de concurso de ingresso passarem a ser inspetor, vi gente da sociedade civil ser inspetor, vi cds se tornando inspetores, vi subinspetores se tornarem 1º inspetores e Inspetores Regionais, o que mudou na minha vida? Nada!!! o que me incomodava, não ter a oportunidade de concorrer, me formei em 1999, o concurso de 2º Inspetor foi em 1998, tenho certeza que se pudesse ter participado seria aprovado,vi meu amigo Blogueiro Duarte, ser aprovado no concurso de CD, fez a prova e passou, por interpretações jurídicas não levou, lembrando nossa saudosa lusa no campeonato brasileiro do ano passado, a GCM/SP deve se preparar para tempos mais difíceis e em minhas orações peço que surjam lideres como você, não desanime, agregue e tome o poder, faça a diferença, seja justo, proteja aqueles que necessitam, construa algo novo. Forte abraço é um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  3. bom dia guerra concordo com o fato de quem tem o nivel superior deva alcançar um patamar a mais que outras classes como sei que os 2 classes estão sendo prejudicados agora veja o meu caso sou gcm 1 classe não terminei minha faculdade so termino em 2016 mas tenho 28 anos de gcm novamente serei prejudicado nesta restruturação acho que pelos serviços prestado para esta instituição não deveria alcançar uma patente justa pelo tempo de serviço um forte abraço gcm garcia.

    ResponderExcluir
  4. É infelizmente cada um tem sua razão para reclamar, vamos analisar o ato legal, e acredito que os melhores qualificados devem atropelar os menos qualificados, independente do tempo ou cargo, ai sim teremos uma instituição melhor qualificada intelectualmente e não um monte de cabeça de bagres. sorte a todos.

    ResponderExcluir
  5. Wagner Pereira, tenho-o como exemplo de trabalho qualificado. Não estou dizendo que estou desistindo de algo, e sim me preparando melhor para aquilo que virá. Garcia, em momento algum afirmei que uma pessoa no seu caso deveria ser prejudicada. Apenas utilizei como referência um cargo que até então não teve nenhuma oportunidade - e veja bem: não sou parte interessada, sabendo que nesse caso eu também poderia ser ultrapassado. No caso do comentário anônimo, prefiro não comentar por não ter entendido na sua totalidade.

    ResponderExcluir
  6. Por josuel lima

    seria uma injustiça, trocar um profissional de 20 anos de carreira por alguém que tem vários anos a menos na profissão, mas, por ter diplama que não tem relação alguma com a área de segurança,venha ser promovido.

    pois é, vou pegar um novinho que tem curso de teologia ou algo selhamente, e dispenar servidor com 27 anos de carreira, que não pode fazer a fdaculdade para fazer bico e mater o sustento da sua familia, uma vez que o salário sempre foi uma negaçao



    isonomia para tosdos



    ResponderExcluir
  7. Sabe qual é o problema principal, é que a maioria não considera a parte do texto no qual afirmo:

    "... Nela, transcrevo parte do meu entendimento sobre algo que ocorre nesse momento da minha carreira profissional. Fique certo que aqui não coloco a minha opinião sobre o que é certo ou errado, pois não acredito em verdades absolutas e sim na verdade de cada um. Essa é a minha opinião, e até mesmo pela forma como exponho parte de minha vida, espero que você a respeite.."

    Continua...

    ResponderExcluir
  8. Continuação: Menosprezar a faculdade de alguém em contrapartida aos seus tantos anos de corporação não é a maneira mais apropriada de resolver o problema, assim como acreditar que qualquer diploma universitário lhe dá direitos de se sentir melhor que os outros.

    A grande questão que abordo no texto é saúde institucional (incluíndo Aposentadoria Especial) e sim, afirmar que o nível superior é fundamental para qualquer instituição policial que queira a valorização devida. Você pode não concordar comigo, mas vai discordar de uma tendência nacional - e por que não dizer: mundial?

    E eu deixei serviços extras para iniciar a minha. A minha família tem menos importância que a dos outros? Não faço questão de 'ultrapassar' ninguém, mas sempre vou afirmar: estudar é fundamental para qualquer um, principalmente para quem atua na segurança do cidadão, em qualquer esfera.

    Discorda do meu posicionamento? Escreva um texto/artigo e encaminhe para blog.guerra@hotmail.com e ele será publicado neste site.

    Muito obrigado!




    ResponderExcluir
  9. toda casa, dividida contra si mesma, não subsistirá: Mateus capitulo 12 versículos 25.
    É o que esta acontecendo, divisão entre nossa corporação entre nos 3,2,1, graduados inspetores quem tem nível superior quem não tem antigos e modernos causando revolta e desamino a quem interessa isso? a nos mesmos não! acredito que esqueçamos planos de carreira e sim aumento de 20% no base aumento retp para 120% e mais 20% para 2015 abertura de concurso de acesso imediato vamos todo mundo fazer provas, ou então amigos pelo menos em primeiro acesso comecem certo os 2 classes nos lugares merecidos os antigos mesmo sem superior contar o tempo de serviço e enquadrá-los como inspetor os 2 e os 1 classe com tempo e superior a inspetor não importa que teremos mais chefes que subordinados mais pelo menos estaremos dessa vez¨ começando certo¨(já tava na hora) não cometendo injustiças sendo assim começando a formar uma corporação com parâmetros de acensão de carreira para os novos que chegarem.

    ResponderExcluir
  10. FALEMOS UM POUCO EM VALORES:
    SOU GCM 2ª CLASSE LETRA E, E MEU PADRÃO ATUAL É DE $ 1.197,90. NA TABELA APRESENTADA PELA SEMPLA, A PARTIR DE MAIO COM UM AUMENTO DE 5% E COM A DESVALORIZAÇÃO DAS LETRAS, MEU PADRÃO DE GCM 2E IRIA PARA $ 1.103,09, OU SEJA, $ 94,81 A MENOS, PARA RESOLVER O IMPASSE E NÓS NÃO FICARMOS GANHANDO AINDA MENOS DO QUE JÁ ESTAMOS, SEMPLA PROPÔS NOS COLOCAR NUMA LETRA ACIMA OU SEJA NA LETRA F, CUJO PADRÃO É DE $ 1.213,40. ASSIM SENDO, NO RESULTADO NU E CRU DA PROPOSTA DO GOVERNO, TEREI UM AUMENTO DE $ 15,50 NO MEU PADRÃO DE VENCIMENTO, OU SEJA 1,29% DE AUMENTO REAL. ISSO É NO MÍNIMO VERGONHOSO E INDIGNO, É LAMENTÁVEL....

    ResponderExcluir
  11. Entrei na gcm em 2003 na epoca estava sendo constrido um plano de carreira ,hj 2014 estou de saida passei em outro concurso estou aguardando nomeacao, ai eu pergunto o negocio e serio.....?

    ResponderExcluir
  12. entrei na gcm em 2003 e estava em andamento um plano de carreira, estamos em 2014 estou de saida passei em outro concurso, e o plano de carreira da gcm.............em andamento.

    ResponderExcluir

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.

Tecnologia do Blogger.