09 abril 2014

Marginal que abusou de enteado de 1 ano e 8 meses é estuprado pelos presos na cadeia

09/04/14 - Um caso de um padrasto que estuprou o enteado de 1 ano e 8 meses que aconteceu no fim de março deixou a população de Brasília indignada. O professor de jiu-jitsu Daryell Dickson Menezes Xavier espancou e estuprou o enteado no fim de março em Taguatinga cidade satélite de Brasília. No dia 1º de abril o estuprador se apresentou com advogados a polícia foi ouvido e esta cumprindo prisão temporária de 30 dias. A mãe da criança publicou vários desabafos aqui no facebook

VEJA TAMBÉM: A Culpa é SUA!

vejam, "Agora nesse momento eu abro minha boca a todos! Não amenizei minha dor, mas comecei a fazer justiça à minha própria paz, ao meu próprio coração. Cara a cara com o assassino do meu neném! Eu o repudio!", escreveu.


Ela ainda disse, "Eu entreguei minha vida e a do meu filho pra esse homem cuidar, eu acreditei no amor e na bondade dele, eu o apoiei, eu o amei, e aceitei seus defeitos sem saber que ele era algo muito pior, minha família inteira se encantou por ele, fomos acolhidos e acolhemos ele e seu filho", relata Gabrielle Estrela no texto.

Fotos divulgadas hoje mostram o autor sendo medicado após ter sido estuprado e segundo informações ainda com pontos no fiofó ele foi abusado de novo na cadeia por presos revoltados com ele... Na delegacia, Daryell disse a ex esposa que estava possuído pelo demônio quando isso aconteceu. Apesar dele ter falado isso e agentes terem ouvido, isso não pode ser acrescentado ao depoimento - somente se ele declarar por escrito... 



Informações deram conta que na cela onde estava ele disse que era professor de jiu jitsu e que se caso alguém fizesse graça poderia se dar muito mal, ao que parece uns 20 juntarem nele e fizeram um estrago no autor. 


0 COMENTÁRIOS DOS VISITANTES::

Constituição Federal:
Art. 5º / inciso IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vetado o anonimato;

O seu comentário é uma ferramenta importante para o aprimoramento deste site, porém, deverá seguir algumas regras:

1 - Fica vetado o anonimato;
2 - O comentário deverá ter relação com o assunto em questão.
3 - Não serão aceitos comentários que denigram o nome/imagem de quaisquer instituições ou de seus integrantes.
4 - Comentários inapropriados serão retirados pelo editor do site sem prévio aviso.

OBS.: Verificar Página Termos de Uso - Ao enviar o seu comentário, fica confirmado ter conhecimento da política de uso deste site.